Viva hoje como se estivéssemos na eternidade: É possível!

Tudo neste mundo nos empurra para o imediatismo.

A maioria dos eleitores escolhe seus líderes com base no que eles podem fazer de bom para eles ao longo dos poucos anos de mandato.

No final do seu mandato, fazemos um balanço do que foi feito, dos resultados obtidos, o que nos permite julgar o sucesso ou o fracasso das suas ações.

Esse funcionamento é válido em todas as esferas da sociedade.

Na escola, as autoridades julgam as marcas que, no final do ano letivo, determinam os rumos futuros. Nos negócios ou nas administrações, são julgados os resultados, que determinam as escalas salariais, escalonamento, ascensão, rebaixamento ou responsabilidades adicionais.

Mas que tal avaliar nossas ações em relação aos critérios bíblicos?

O sucesso de acordo com a Bíblia não é determinado pelo frio imediato critério de números. Porque a perspectiva bíblica não se baseia em nossos marcos temporais, mas na eternidade.

E na eternidade, onde o tempo não tem mais domínio sobre a realidade, a noção de avanço progressivo não existe mais: já que não há mais antes, não há mais 'depois.

Portanto, viver na perspectiva da eternidade é perguntar-se o que, em nossas atitudes, nossas ações, nossos pensamentos, dá frutos no “céu”.

Com esse arranjo, coisas absolutamente triviais na terra podem ser vistas como um grande sucesso do ponto de vista da eternidade.

Pessoas comuns podem considerar certos gestos como um esforço contra-intuitivo, desnecessário e desperdiçado. Eles podem chamá-los de perda de tempo, tolice ou atitudes estranhas.

No entanto, à luz da eternidade, eles são de tremenda importância.

Porque a eternidade não começa com a nossa morte: a vida terrena já é uma etapa da eternidade. Passo curto durante o qual podemos realizar certas tarefas e atividades, configurar ações que não poderemos repetir “no céu” já que as realidades então serão bem diferentes.

Por exemplo, na ausência de dor e injustiça, não seremos mais capazes de realizar ações que envolvam apaziguar a dor de outra pessoa ou ficar de pé diante da injustiça. Essas dimensões, devemos vivê-las aqui e agora, porque é o único momento em que podemos implementá-las.

Passo a passo, mergulhar na perspectiva da eternidade e começar agora a viver com essa visão, é o objeto do livro “60 dias para ver o invisível”.

Em parceria com as Edições eXcaléo e BLF, oferecemos um extrato para download clicando aqui.

Pascal Portoukalian

© Info Chrétienne - Reprodução parcial autorizada seguida de um link "Leia mais" para esta página.

APOIE A INFORMAÇÃO CRISTÃ

Info Chrétienne por ser um serviço de imprensa online reconhecido pelo Ministério da Cultura, a sua doação é dedutível no imposto de renda em até 66%.