Vamos buscar estratégias para os próximos 5 anos!

MAmigos, permitam-me que dê minha opinião sobre esta eleição que viu a ascensão de Emmanuel Macron à presidência da República Francesa. Muitos se preparavam para isso, outros o esperavam, alguns se surpreendem: tratem essas coisas com solenidade, mesmo que sejam apenas pensamentos de um simples irmão em Cristo, sem pretensão especial. Faça o que quiser com isso.

“Vá, meu povo, entre em seu quarto e feche a porta atrás de você; Esconda-se por alguns momentos, Até que a raiva vá embora. (Isaías 26:20)

“Não nos vimos e ninguém se levantou da casa durante três dias. Mas havia luz nos lugares onde viviam todos os filhos de Israel. (Êxodo 10:23)

Esses dois versículos e o versículo final que compartilho com você não significam que estamos enfrentando problemas, guerra civil ou qualquer outra coisa. Não. Do meu ponto de vista, preferimos viver uma época de relativa tranquilidade enquanto todos os antigos caciques do sistema anterior se reposicionam. Além de alguns rostos novos, nada mudará, mas o que está sufocando nosso país endurecerá e continuará seu trabalho de minar. Esse governo será posto à prova pelas forças sociais em ação para testar suas reações e será magnânimo no início para obter apoio. Com o tempo, seu "fermento" será declarado.

Meu pensamento é que todos devem se posicionar no Senhor, no lugar secreto da oração, e buscar a sabedoria Dele para os tempos que virão. Algumas obras ficarão muito expostas e preocupadas. Outros serão cortejados. É hora de buscar estratégias para os próximos anos e almejar a unidade do Corpo de Cristo para trabalhar enquanto ainda é tempo. Este governo tem planos de reestruturar a vida religiosa francesa a fim de controlá-la a fim de organizar e manter uma certa ideia de paz social. Por outro lado, este governo não gerará prosperidade ou uma nova geração em nosso país, e sua esterilidade aparecerá à medida que tenta agir. Atrás dele será revelado que existem forças que não são tão benéficas quanto eles querem que acreditem. O distúrbio continuará a aumentar e a roncar de uma maneira monótona, latente e potencialmente explosiva. Sejamos cuidadosos, reservados em nossas atitudes e moderados em nossa comunicação.

A verdadeira unção e presença do Senhor se manifestarão cada vez menos em grandes reuniões, mas cada vez mais no segredo de casas e lugares privados. Aumentar as técnicas supostamente para trazer a presença de Deus não produzirá mais nada, porque o plano de Deus não está mais em grandes reuniões. Aqueles que lideram grandes congregações precisam considerar estratégias de pequenos grupos: Deus escolheu agir sobre eles como uma prioridade porque é onde Ele pode tocar profundamente os corações.

Vários parecem compartilhar esse ponto de vista. Eu particularmente recomendo o mensagem do pastor Philippe Frémondeau, a dos pastores Corinne e Claude Millecamps, bem como a dos pastores Colette e Patrick Ruault.

Vamos também ter um pensamento especial para as escolas fora dos contratos e famílias que optaram pela escola em casa: a repressão parece estar em curso. É essencial estarmos juntos em associações e não ficarmos sozinhos.

Obrigado pela leitura. Termino com estes versículos, que sirvam de selo para estas palavras:

“Eu irei, vou voltar para minha casa, Até que se confessem culpados e busquem meu rosto. Quando eles estão com problemas, eles se voltam para mim: 'Venha, vamos voltar para o Senhor! Pois ele rasgou, mas ele nos curará; Ele golpeou, mas fará um curativo em nossas feridas. Ele nos trará de volta à vida em dois dias; No terceiro dia ele nos levantará e viveremos diante dele. ' (Oséias 5:15 a 6: 2)

Nicolas Ciarapica
Encontre outro conteúdo de Nicolas em o canal dele no Youtube

As opiniões e posições de contribuidoresInfo Chrétienne não comprometer ou representar a escrita ou linha editorial deInfo Chrétienne. Info Chrétienne apoia a liberdade de expressão, consciência e opinião.

© Info Chrétienne - Reprodução parcial autorizada seguida de um link "Leia mais" para esta página.

APOIE A INFORMAÇÃO CRISTÃ

Info Chrétienne por ser um serviço de imprensa online reconhecido pelo Ministério da Cultura, a sua doação é dedutível no imposto de renda em até 66%.