Professor universitário será julgado no Egito por zombar de Jesus

Os comentários de Mabrouk Attia sobre Jesus provocaram polêmica nas mídias sociais no Egito.

Mabrouk Attia é professor e pregador. Ele ensina lei islâmica na Universidade de Al Azhar, no Egito. Acusado de zombar de Jesus, será julgado em 21 de setembro por desprezo pelo cristianismo e pelo islamismo.

De acordo com oEgito Independente, Mabrouk Attia teria afirmado em um vídeo: “Cada palavra do Sermão da Montanha é para nosso mestre Jesus – seja o Sr. Cristo ou o Sr. Marte, eles são todos nossos mestres”.

O advogado Samir Sabry, então, apresentou queixa contra o professor, dizendo: “todos ficaram surpresos com um vídeo postado nas redes sociais, no qual aparecia o chamado Mabrouk Attia e o pregador islâmico zombava de Jesus, que a paz esteja com ele”.

Citando o artigo 98 do código penal egípcio, o advogado egípcio Naguib Gebrael, chefe da Federação Egípcia para os Direitos Humanos, que também considera apresentar uma queixa, lembra que "quem ridicularizar os profetas, livros sagrados e símbolos religiosos será punido com prisão por não inferior a três anos e não superior a cinco anos”.

Mabrouk Attia publicou um Novo vídeo em que ele pede desculpas aos ofendidos. "Não me lembro de ter ridicularizado Jesus", disse o acusado, antes de acrescentar: "quem zomba de Cristo está zombando do profeta Maomé".

É no tribunal de Heliópolis que o julgamento de Mabrouk Attia será realizado em 21 de setembro.

MC

© Info Chrétienne - Reprodução parcial autorizada seguida de um link "Leia mais" para esta página.

APOIE A INFORMAÇÃO CRISTÃ

Info Chrétienne por ser um serviço de imprensa online reconhecido pelo Ministério da Cultura, a sua doação é dedutível no imposto de renda em até 66%.