Um dia depois dos 6 cristãos, uma nova vítima foi morta e queimada no Quênia

“Nossa vila fica próxima à estrada principal que liga Lamu à Somália, então os terroristas se movem facilmente na área. "

Na manhã de segunda-feira, seis cristãos foram mortos em um ataque a supostos militantes da Al Shabaab no Quênia. No dia seguinte, outro cristão, John Gichoya, foi morto e queimado em um vilarejo próximo.

A polícia disse que os terroristas fugiram para a fronteira Quênia-Somália.

Joséphine Muchemi, reitora da aldeia da vítima, testemunhou sobre a situação aPreocupação Cristã Internacional. Ela explica que quando o ataque foi anunciado, os moradores se refugiaram nos arbustos.

“Às 23 horas, fomos chamados por um dos policiais da patrulha noturna e [ele] nos informou que havia ocorrido um ataque em Bobo e que todos os moradores deveriam abandonar suas casas. Saímos imediatamente e fomos nos esconder em um arbusto próximo. "

Outro morador explica que terroristas são facilmente encontrados nesta área.

“Nossa vila fica próxima à estrada principal que liga Lamu à Somália, então os terroristas se movem facilmente na área. Quando eles invadiram a vila, eu fugi para um lugar seguro onde eu tinha certeza que eles não poderiam passar. Eu ouvi tiros e depois vi enormes chamas de fogo. Após cerca de 30 minutos, vi os terroristas se afastarem da aldeia. Eles conversaram em vozes baixas, com lanternas para iluminar o caminho. Eles seguiram o pequeno caminho de onde eu costumava fugir e então os vi do mato. "

Após o ataque ao vilarejo de Widhu na segunda-feira e o ataque ao vilarejo de Bobo na terça-feira, os moradores fugiram de suas casas para áreas urbanas.

MC

© Info Chrétienne - Reprodução parcial autorizada seguida de um link "Leia mais" para esta página.

APOIE A INFORMAÇÃO CRISTÃ

Info Chrétienne por ser um serviço de imprensa online reconhecido pelo Ministério da Cultura, a sua doação é dedutível no imposto de renda em até 66%.