Ucrânia: Papa Francisco pede aos católicos que rezem pela paz durante uma missa a ser realizada na sexta-feira

Bispos, sacerdotes e fiéis católicos são convidados sexta-feira a rezar pela paz na Ucrânia a convite do Papa Francisco, uma abordagem recusada em várias dioceses da França, em particular na Basílica do Sagrado Coração em Paris, indicou. .

Às 18h30, Dom Georges Pontier, administrador apostólico da diocese de Paris, presidirá "uma missa pela paz na Ucrânia na Basílica do Sagrado Coração de Montmartre na festa da Anunciação", uma missa "em união com Papa Francisco”, especifica a diocese de Paris em um comunicado de imprensa.

Estarão presentes: o núncio apostólico na França Celestino Migliore, bem como o padre Ihor Rantsya, reitor da catedral Saint-Vladimir-le-Grand em Paris (Igreja Greco-Católica Ucraniana).

Outros horários de oração estão programados nas regiões, como em Bayeux (Calvados) na catedral de Notre-Dame, em Marselha, na catedral de La Major, em Rennes na catedral de Saint-Pierre, etc.

Na sexta-feira, às 17h, o Papa Francisco presidirá uma celebração na Basílica de São Pedro, em Roma.

Símbolo da importância dada a esta cerimônia pela Santa Sé, esta transmitiu o texto da oração em 35 idiomas, uma ocorrência rara no Vaticano.

Em uma carta divulgada na quarta-feira, o soberano pontífice argentino convocou padres, bispos e fiéis de todo o mundo a se unirem a esse processo.

“Quase um mês se passou desde o início da guerra na Ucrânia, que está causando cada dia mais sofrimento para esta população martirizada e que também ameaça a paz mundial. A Igreja, nesta hora escura, é fortemente chamada a interceder junto ao Príncipe da Paz e a estar perto daqueles que pagam na carne as consequências do conflito”, escreveu.

Nas últimas semanas, o Papa – que conversou com o presidente ucraniano Volodymyr Zelensky, mas também com o patriarca ortodoxo de Moscou Kirill – multiplicou os pedidos de paz na Ucrânia, denunciando um “massacre” neste país onde “fluem rios de lágrimas e sangue .

A equipe editorial (com AFP)

© Info Chrétienne - Reprodução parcial autorizada seguida de um link "Leia mais" para esta página.

APOIE A INFORMAÇÃO CRISTÃ

Info Chrétienne por ser um serviço de imprensa online reconhecido pelo Ministério da Cultura, a sua doação é dedutível no imposto de renda em até 66%.