"Casamentos de verão, turismo ou lazer": ameaças pesam sobre menores no Oriente Médio e no Norte da África

"As crises agravadas fizeram com que alguns pais sentissem que não tinham escolha a não ser aceitar propostas de casamento para suas filhas, incluindo uniões temporárias entre meninas e homens mais velhos, algumas das quais duraram apenas algumas semanas e são negociadas em troca de dinheiro. "

Save The Children, uma organização que defende os direitos e interesses das crianças em todo o mundo, está preocupada com aumento do risco de casamento de menores no Oriente Médio e Norte da África. Denunciam "casamentos de verão", "turismo" ou "prazer".

a organização Save The Children acabado de publicar um relatório sobre as políticas de casamento infantil nessas regiões do mundo, notadamente no Líbano, Egito, Turquia e Iraque.

Seus especialistas dizem que as meninas no Oriente Médio e no Norte da África têm maior probabilidade de se casar à força neste ano, inclusive em casamentos curtos. A causa é a pandemia Covid-19, mas também o aumento da pobreza e do número de pessoas deslocadas.

De acordo com Save The Children, “O agravamento das crises significa que alguns pais sentiram que não tinham escolha a não ser aceitar propostas de casamento para suas filhas, incluindo uniões temporárias entre meninas e homens mais velhos, incluindo algumas duram apenas algumas semanas e são arranjadas em troca por dinheiro ".

A organização evoca os chamados casamentos religiosos de “prazer” no Iraque, casamentos de “verão” ou “turistas” no Egito, ou mesmo casamentos aceitos a partir dos 16 anos na Turquia por “circunstâncias excepcionais”. No Líbano, depoimentos revelam que após a falta de escolaridade para meninas e a emergência financeira, os casamentos de meninas menores de idade seriam arranjados por "xeques não registrados e membros do clero na ausência de uma lei civil que proíba o casamento infantil".

Tragédias que, embora de curta duração, têm repercussões duradouras nas jovens vítimas.

MC

© Info Chrétienne - Reprodução parcial autorizada seguida de um link "Leia mais" para esta página.

APOIE A INFORMAÇÃO CRISTÃ

Info Chrétienne por ser um serviço de imprensa online reconhecido pelo Ministério da Cultura, a sua doação é dedutível no imposto de renda em até 66%.