Trissomia 18: Ame até o fim, quando a profissão médica recomendar o aborto

A gravidez é um momento em que a vida parece se revelar diariamente. Mas às vezes os ultrassons revelam anormalidades, a genética se confunde e traz consigo sua cota de dificuldades. Este é o caminho, doloroso e apaixonado, vivido por duas mães, Sarah Hynes e Karen Heaton. Depois de uma série de exames, o veredicto cai. Não há apelação: trissomia 18.

Csua doença genética é uma anormalidade cromossômica relacionada ao cromossomo 18. Ela afeta 1 em cada 6000 nascimentos. Enquanto a maioria dos fetos afetados morre no útero, 5% nascem, sofrendo de tônus ​​muscular fraco, falta de capacidade de resposta, uma ausência virtual de contato, malformações. Então, eles têm que lidar com complicações cardíacas, renais e neurológicas.

Diante desse diagnóstico devastador, a classe médica oferece uma solução: o aborto.
Mas Sarah e Karen escolheram a vida.

seanmamdad2Sarah Hynes diz:

“Soube imediatamente que não era assim que queria lidar com esta situação. […] Eu não vou mentir. Foi difícil. Tivemos dias bons e dias ruins. Tentamos fazer o nosso melhor para criar ótimas lembranças. "

Seàn viveu dois dias após o nascimento. Dois dias em que todos o amaram e cuidaram dele. Dois dias de bênçãos, segundo sua mãe, que diz que “ele só conheceu o amor. »Sua memória mais querida: assistir Seàn, embrulhado nos braços protetores de seu pai.

donnie
Algumas crianças decidem desafiar a genética e celebrar a vida cotidiana. É o caso de Donnie Heaton, filho de Karen. Ele viveu 22 anos. Sua mãe dá testemunho de força e amor:

“Fui abençoado por minha família e amigos. Minha igreja tem sido um grande conforto para mim. Mesmo em meio a lutas, preocupações, noites sem dormir, estou muito grato por ter Donnie. Muito grato por esta viagem, esta experiência. Eu não teria perdido isso por nada no mundo. "

MC

Fontes:
Campanha Quebec-Vie
Cada vida conta
Trissomia
Orphanet

© Info Chrétienne - Reprodução parcial autorizada seguida de um link "Leia mais" para esta página.

APOIE A INFORMAÇÃO CRISTÃ

Info Chrétienne por ser um serviço de imprensa online reconhecido pelo Ministério da Cultura, a sua doação é dedutível no imposto de renda em até 66%.