Tajiquistão: Sitora, 17, jovem adolescente martirizada em sua própria família

O Tajiquistão é um dos países mais pobres da Ásia Central. Culturalmente próximo ao Afeganistão e ao Irã, luta contra a crescente influência das religiões no país, especialmente o extremismo islâmico.

LA liberdade de culto para os cristãos é grandemente reduzida pelas leis estabelecidas para se proteger do fundamentalismo. Muitas das igrejas são ilegais e sofrem perseguições. Foi nesse contexto que Sitora, de 17 anos, mudou do islamismo para o cristianismo. Em abril, ela conhece Jesus. Ela foi batizada 2 meses depois. Seu irmão, um muçulmano, não o poupará de perseguições.

Em 25 de agosto, Sitora está em casa. Seu irmão chega em casa, sob a influência da maconha, e a questiona sobre sua fé. Ela tenta fugir da pergunta, mas por insistência do irmão, ela proclama sua fé: ela crê em Jesus, pertence a ele e quer viver sua vida com ele.

Louco de raiva, seu irmão pega uma pá e bate severamente em sua irmã, sem piedade. Ele deixa o corpo dela coberto de hematomas, o nariz quebrado, o rosto inchado. Ele proíbe outros membros de sua família de levá-la ao hospital ou sofrer o mesmo destino.

Acontecerá com você servir como um testemunho. [...] Vocês serão entregues até pelos seus pais, pelos seus irmãos, pelos seus parentes e pelos seus amigos, e eles vão matar muitos de vocês. Você será odiado por todos por causa do meu nome. Mas nem um único fio de cabelo de sua cabeça se perderá, por sua perseverança você salvará suas almas. Lucas 21.13 a 18

Oramos por sua saúde e por sua fé.

MC

Fonte: Portas abertas

© Info Chrétienne - Reprodução parcial autorizada seguida de um link "Leia mais" para esta página.

APOIE A INFORMAÇÃO CRISTÃ

Info Chrétienne por ser um serviço de imprensa online reconhecido pelo Ministério da Cultura, a sua doação é dedutível no imposto de renda em até 66%.