Separatismo: Os Evangélicos, um "problema muito importante" na França de acordo com Gérald Darmanin

Convidado no set do CNews, no programa de Pascal Praud, L'Heure des pros, o Ministro do Interior, Gérald Darmanin, mais uma vez fez declarações alarmantes contra os cristãos evangélicos na terça-feira, 2 de fevereiro.

DExausta Segunda-feira, os deputados analisam o projeto de lei “reforçando o respeito aos princípios da República”, debate que promete ser acalorado por ser sensível, em particular no que diz respeito às religiões e à liberdade de culto.

Terça-feira, 2 de fevereiro, o Ministro do Interior Gérald Darmanin foi convidado em CNews para defender o texto na hora dos profissionais apresentado por Pascal Praud. O ministro afirmou que o separatismo islâmico era "o inimigo", um inimigo "perigoso" e "assassino", antes de acrescentar que O Islã não é a única religião preocupada e para apontar os evangélicos.

“Os evangélicos são um problema muito importante” declarou ele, comparando os cristãos evangélicos ao islamismo radical, ao mesmo tempo em que especificou que eles não dão origem a problemas “da mesma natureza”, já que o islamismo “ataca” e “dá assassinatos”.

Entre os problemas levantados do lado dos cristãos evangélicos, Gérald Darmanin fala de um "poder brando do exterior" que seria financiado pela França na chegada. Essas declarações do Ministro do Interior geraram fortes reações nas redes sociais.

O Conselho Nacional dos Evangélicos da França reagiu em particular no Twitter, afirmando que os evangélicos são na realidade “respeitadores da lei e das autoridades republicanas, não podendo servir de garantia para a defesa deste projeto liberticida”.

Camille Westphal Perrier

Artigo publicado originalmente em fevereiro de 2021.

© Info Chrétienne - Reprodução parcial autorizada seguida de um link "Leia mais" para esta página.

APOIE A INFORMAÇÃO CRISTÃ

Info Chrétienne por ser um serviço de imprensa online reconhecido pelo Ministério da Cultura, a sua doação é dedutível no imposto de renda em até 66%.