Seis cristãos justos homenageados por líderes religiosos católicos e judeus

Posições tomadas pelos bispos em 1942 diante da perseguição aos judeus, mas também destinos singulares: os líderes dos cultos católico e judaico inauguraram conjuntamente na quinta-feira uma exposição que refaz as ações de seis cristãos, reconhecidos como Justos entre as Nações.

Produzida pela Conferência Episcopal da França (CEF) e pelo Comitê Francês para o Yad Vashem, a exposição "Do grito do coração à voz dos justos" foi inaugurada na sede da CEF em Paris pelo rabino-chefe Haïm Korsia, o presidente da CEF Eric de Moulins-Beaufort e o reitor da região acadêmica Ile de France e Paris, Christophe Kerrero, entre outros.

Voltada para as gerações mais jovens, a exposição, em dois exemplares, fica instalada até 10 de outubro na sede da CEF, bem como em Toulouse. Pretende-se, então, circular pelos municípios, dioceses, estabelecimentos de ensino católico que assim o desejarem.

Por exemplo, você pode ler uma cópia da carta de protesto de Jules-Géraud Saliège, ex-arcebispo de Toulouse, escrita após as rusgas no verão de 1942, que ele pediu para ler em 23 de agosto de 1942 em todas as igrejas de sua diocese. Ele foi reconhecido como Justo entre as Nações em 1969.

Em julho, Haïm Korsia pediu que sua carta pastoral fosse lida nas sinagogas. Uma leitura também desejada por Eric de Moulins-Beaufort nas igrejas no dia 15 de agosto.

Contam-se também as histórias das cartas do Arcebispo de Lyon Pierre Gerlier, do Bispo de Montauban Pierre-Marie Théas, bem como das viagens de Irmã Denise Aguadich-Paulin ou Irmã Sainte-Monique, que salvaram crianças judias.

“Nosso desejo é que esta exposição seja uma ferramenta educativa que permita aos jovens fazê-los entender que, no horror, há pessoas que souberam confiar em sua consciência e não em ordens políticas e que participaram do resgate dos judeus”, Christophe Le Sourt, chefe de relações com o judaísmo na CEF, disse à AFP.

O Conselho Editorial (com AFP)

Crédito da imagem: Creative Commons / Wikimedia / Diploma Justo entre as Nações

© Info Chrétienne - Reprodução parcial autorizada seguida de um link "Leia mais" para esta página.

APOIE A INFORMAÇÃO CRISTÃ

Info Chrétienne por ser um serviço de imprensa online reconhecido pelo Ministério da Cultura, a sua doação é dedutível no imposto de renda em até 66%.