Papai Noel: diversão inofensiva ou distração trágica?

Como cristãos, o que devemos pensar do Papai Noel?

A questão parece trivial, mas surge muitas vezes na mente e nas discussões dos cristãos. Alguns, reivindicando a liberdade do legalismo mortal, dedicam-se voluntariamente à celebração do vagabundo barbudo com seus filhos; é uma diversão inofensiva. Outros condenam tal prática por muitas razões excelentes, sem cair no legalismo; é uma distração trágica. Embora este artigo assuma uma posição clara, é nosso desejo mais caro que possa guiar os cristãos de ambos os lados do debate em sua reflexão sobre a celebração do Natal, a fim de levá-los a focalizar cada vez mais este feriado tão importante em Jesus.

Depois da Páscoa, o Natal deve ser o dia mais feliz do ano no culto cristão. A razão pela qual escrevo “depois da Páscoa” é que a Sexta-Feira Santa e a Páscoa são a razão pela qual o Natal existe. Morte e ressurreição, a salvação dos pecadores por meio da morte e ressurreição de Jesus, é o objetivo do Natal. O Natal não é o propósito da Páscoa. O Natal é um meio para atingir este objetivo.

A salvação dos pecadores celebrada na Sexta-Feira Santa e na Páscoa é o objetivo da encarnação celebrada no Natal.

Jesus veio no natal para buscar e salvar aqueles que estavam perdidos (Lucas 19:10). Jesus veio no natal para salvar pecadores (1 Timóteo 1:15). Jesus veio no natal para dar sua vida como resgate para salvar o maior número (Marcos 10:45). Jesus veio no natal não chamar justos, mas pecadores (Mateus 9:13). Jesus veio no natal para destruir as obras do diabo (1 João 3: 8). Jesus veio no natal para que com sua morte ele pudesse destruir aquele que tinha o poder da morte (Hebreus 2:14).

Assim, o nascimento do Filho de Deus, o verdadeiro Deus, totalmente homem, é um evento simplesmente deslumbrante, glorioso e infinitamente sério - um transbordamento de boas novas. O anjo chamou isso de “boas novas, que serão de grande alegria para todo o povo” (Lucas 2:10).

Minha pergunta é, portanto, a seguinte : como poderíamos sequer pensar em dar aos nossos filhos uma tigela de cereal sem graça e morno quando lhes é oferecido o melhor prato do mundo? Por que lhes daríamos Papai Noel quando eles podem receber a encarnação do Filho de Deus? É simplesmente estonteante que um cristão possa até mesmo considerar tal troca e pensar em desviar a atenção - mesmo que apenas em parte - da encarnação do Deus do universo que veio a este mundo para nos salvar. e nossos filhos. As palavras me faltam ao pensar que alguns podem considerar tal alternativa. Não só o Papai Noel não é real, enquanto Jesus é a própria verdade, mas comparado a Jesus, o Papai Noel é simplesmente misericordioso e devemos ajudar nossos filhos a ver isso :

  • Papai Noel oferece apenas coisas terrenas, nada que dura, nada eterno, apenas o efêmero. Jesus oferece alegria eterna e dons que satisfazem a alma no que ela mais precisa.
  • Papai Noel oferece seus dons efêmeros apenas com a condição de que boas obras sejam oferecidas em troca. “Ele sabe quem é bom e quem é mau, então seja bom”, diz a música. É uma religião puramente baseada em obras. O próprio Jesus se ofereceu gratuitamente, sem esperar nada em troca, e é recebido pela graça por meio da fé.
  • Papai Noel é uma farsa, um mito. Jesus é mais real do que o telhado da sua casa.
  • Papai Noel aparece apenas uma vez por ano. Jesus promete “Estou convosco todos os dias” (Mt 28:20). Você pode dizer a seus filhos todas as noites que ele está ao seu lado. Ele está com você quando você se levanta pela manhã. Ele está com você quando você vai para a escola hoje. Se a mãe e o pai morrerem, ele estará lá com você. Papai Noel não é de forma alguma comparável à chama de Jesus.
  • Papai Noel não pode resolver nossos maiores problemas, enquanto Jesus resolveu nosso maior problema - nosso pecado e nossa separação de Deus. O Papai Noel pode colocar um pouco de cobertura no bolo de uma "vida boa", mas ele não pode tirar uma vida quebrada e, com sorte, reconstruí-la para sempre. Nossos filhos precisam perceber essa realidade sobre o Natal.
  • Papai Noel é irrelevante para muitas culturas ao redor do mundo que consideram sua celebração ridícula. Jesus é o Rei dos reis e Senhor dos senhores de todos os povos.
  • Papai Noel será esquecido um dia, Jesus é o mesmo ontem, hoje e para sempre (Hebreus 13: 8).

Se você acha que estar centrado em Jesus vai tirar a alegria do seu Natal, você pode não conhecê-lo bem o suficiente.

Não há competição aqui. Não consigo entender por que os pais - se conhecem e amam Jesus, se encontraram nele o maior tesouro que o mundo possui - afastariam Jesus da festa de Natal em benefício do Papai Noel. O mascote da Coca-Cola é simplesmente inapropriado. Não tem nada a ver com esta festa. Ele nada mais é que uma vaga figura quimérica agitada por um Ocidente profanado em busca de maravilhas.

Meu conselho é fazer tudo o que puder para deixar seus filhos o mais felizes possível por meio de todos os tipos de surpresas enraizadas na verdadeira natureza do Natal. Deixe sua decoração apontar para Jesus. Que a sua comida dê glória à criança nascida no estábulo. Que seus jogos revelem quem é "Deus entre nós". Que suas canções aclamem a Cristo. Que suas decorações, sua alegria e seus dons superem os do mundo e que tudo aponte para Jesus. E se estar centrado em Jesus tira ou diminui a alegria do seu Natal, você pode não conhecê-lo bem o suficiente.

Tradução gratuita e aumentada da transcrição do Podcast próximo de DesiringGod.org.

Timothy Davi
www.timotheedavi.wordpress.com

As opiniões e posições de contribuidoresInfo Chrétienne não comprometer ou representar a escrita ou linha editorial deInfo Chrétienne. Info Chrétienne apoia a liberdade de expressão, consciência e opinião.

© Info Chrétienne - Reprodução parcial autorizada seguida de um link "Leia mais" para esta página.

APOIE A INFORMAÇÃO CRISTÃ

Info Chrétienne por ser um serviço de imprensa online reconhecido pelo Ministério da Cultura, a sua doação é dedutível no imposto de renda em até 66%.