Editorial de Camille de 9 de fevereiro: A coragem de nossas convicções

“The Justice Song” é o ambicioso projeto da ONG cristã International Justice Mission. A ONG que faz campanha pelos direitos humanos e combate ao tráfico de pessoas acaba de publicar uma música que reúne 90 cantores de 33 países para defender esta causa.

LO noticiário de hoje relata situações difíceis em vários países que também exigem comprometimento.

Enquanto o Líbano atravessa uma grave crise econômica, social e política, o Cardeal Bechara Boutros Rai, Patriarca Maronita de Antioquia e de todo o Oriente, apelou à comunidade internacional para que salvasse o país.

En Burma, são as pessoas que há poucos dias repreendem nas ruas por se opor ao golpe de Estado perpetrado contra o governo democrático de Aung San Suu Kyi. Uma campanha de desobediência civil e protestos pacíficos que reúne cidadãos unidos apesar de suas diferenças.

En Eritreia onde 70 cristãos acabaram de ser libertados, Mervyn Thomas, presidente fundador da Christian Solidarity Worldwide, saúda esses lançamentos enquanto afirma que a luta contra a crise que se desenvolve em Tigray não deve terminar por tudo isso. Ele apela à comunidade internacional.

Como cristãos, o maior compromisso da nossa vida é aquele que assumimos no dia em que escolhemos receber Jesus.

Isso é o que testemunha Jessica long, nadadora deficiente, que emocionou os espectadores do Super Bowl em um anúncio da marca Toyota dedicado à sua história. Há muito zangada com o Senhor por causa de sua deficiência, a atleta de 28 anos diz hoje que foi graças a Deus e à determinação que Ele deu a ela que ela superou todos os momentos difíceis de sua vida.

É também isso, ter a coragem das nossas convicções, testemunhar a ação de Deus nas nossas vidas, mesmo no meio das nossas circunstâncias mais difíceis..

E, claro, no caso dos cristãos vítimas de perseguição, essa noção de coragem à custa de nossas convicções assume ainda outra dimensão. Dentro Índia, vinte e oito cristãos foram severamente espancados por hindus radicais quando se reuniram para adorar. O pastor da igreja, Subhash Hanok, disse que estava pronto para sofrer e até morrer pelo Senhor.

Que essas notícias e testemunhos nos inspirem também a seguir sempre Jesus, sejam quais forem as nossas circunstâncias. E encoraja-nos a ter, como eles, a coragem das nossas convicções.

Camille Westphal Perrier

© Info Chrétienne - Reprodução parcial autorizada seguida de um link "Leia mais" para esta página.

APOIE A INFORMAÇÃO CRISTÃ

Info Chrétienne por ser um serviço de imprensa online reconhecido pelo Ministério da Cultura, a sua doação é dedutível no imposto de renda em até 66%.