Editorial de Camille de 2 de dezembro: Emergência humanitária

Em 2022, 274 milhões de pessoas em todo o mundo precisarão de assistência humanitária.

Isso é o que revela um relatório da ONU publicado na quinta-feira. Um número 17% maior em relação a 2021, que já foi um ano recorde. As causas deste aumento incluem a crise climática, conflitos e a pandemia

Para ajudar os mais vulneráveis ​​- 183 milhões de pessoas em 63 países - a ONU estima que precisa de pelo menos 41 bilhões de euros.

"Percebemos que não receberemos US $ 41 bilhões, mas tentaremos o que pudermos", disse Martin Griffiths, chefe de assuntos humanitários da ONU.

O Afeganistão é precisamente um daqueles países onde a população enfrenta uma emergência humanitária. Os cristãos são particularmente perseguidos e ameaçados. 

Ainda assim, de acordo com Greg Kelley, presidente da Missão Mundial, alguns cristãos estão determinados a permanecer no país. Ele relata o exemplo de um pastor gravando uma mensagem para exortar os cristãos enquanto o Taleban estava à sua porta.

As notícias de hoje nos convidam a descobrir outras histórias de cristãos perseguidos no Egito e no Iraque.

Ramy Kamel é um defensor dos direitos dos cristãos coptas egípcios. Acusado de terrorismo, ele foi preso em novembro de 2019 e está detido desde então. De acordo com a Christian Solidarity Worldwide, "é amplamente aceito que ele foi alvo de seu trabalho de direitos humanos, documentando violações do direito à liberdade de religião ou crença."

Domingo, 28 de novembro, o negócio de um cristão foi alvo de um tentativa em Al-Amara, Iraque. Segundo fontes policiais, um explosivo caseiro foi lançado por um indivíduo em uma motocicleta. Nenhum ferido deve ser lamentado, mas este ataque "despertou terror na família e na comunidade cristã".

Diante da iminente emergência humanitária e da situação dos cristãos perseguidos, só podemos nos voltar para o Senhor. Vamos entregar-lhe repetidamente estas situações que estão além de nós e que ele nos mostra como fazer a nossa parte para ajudar os que sofrem.

Camille Westphal Perrier

© Info Chrétienne - Reprodução parcial autorizada seguida de um link "Leia mais" para esta página.

APOIE A INFORMAÇÃO CRISTÃ

Info Chrétienne por ser um serviço de imprensa online reconhecido pelo Ministério da Cultura, a sua doação é dedutível no imposto de renda em até 66%.