Reinício do culto: O Conselho de Estado ordena ao governo que volte ao limite de 30 pessoas

Ontem, domingo, 29 de novembro, o Conselho de Estado ordenou ao governo que revogasse em três dias sua decisão de proibir cerimônias religiosas com mais de 30 pessoas. 

Saisi em liberdade de referência sexta-feira passada pela Conferência dos Bispos da França desafiar o limite de 30 pessoas autorizadas a assistir aos serviços religiosos , o Conselho de Estado deu seu veredicto ontem, e ganhar a causa dos crentes denunciando um "ataque sério e manifestamente ilegal à liberdade de culto".

É a uma vitória para a Conferência Episcopal Francesa (CEF), que diz que graças a esta decisão, "a lei foi restaurada e a razão reconhecida".

Segundo a CEF, com esta decisão o juiz do Conseil d'État “manteve o carácter desproporcionado da medida governamental que limitava a 30 o número de pessoas autorizadas a assistir a cerimónias religiosas em locais de culto. “Cita despacho do juiz que constatou que não havia justificação para esta medida“ enquanto nenhuma outra atividade autorizada está sujeita a tal limitação fixada independentemente da área do local em causa ”.

Ontem à noite, foi organizado um encontro com o Primeiro-Ministro e também com membros do episcopado para "a adoção de uma medida realista, conforme previsto no protocolo sanitário" apresentado pela Igreja Católica. A CEF conclui o seu comunicado afirmando que deseja "que o recurso judicial continue a ser a exceção num diálogo real que aguarda o reatamento".

Boas notícias para muitos crentes que não deixaram de se alegrar nas redes sociais.

Devemos saber mais sobre essas novas medidas "estritamente proporcionais" nos próximos dias.

PC

Crédito da imagem: Jacky D / Shutterstock.com

© Info Chrétienne - Reprodução parcial autorizada seguida de um link "Leia mais" para esta página.

APOIE A INFORMAÇÃO CRISTÃ

Info Chrétienne por ser um serviço de imprensa online reconhecido pelo Ministério da Cultura, a sua doação é dedutível no imposto de renda em até 66%.