Religião no mundo: Restrições governamentais "ao mais alto nível", hostilidades sociais em declínio

O Pew Research Center estudou crenças e práticas religiosas em 198 países durante 2019 e acaba de lançar seu décimo segundo relatório anual.

Le Pew Research Center acabei de devolver o dele décimo segundo relatório anual. Ele estuda até que ponto os governos e sociedades de 198 países usurparam as crenças e práticas religiosas, durante o ano de 2019.

Globalmente, as hostilidades sociais por causa da religião diminuíram, mas as restrições do governo permanecem no nível mais alto.

O índice de hostilidades sociais inclui 13 medidas, incluindo atos de hostilidade religiosa cometidos por indivíduos, organizações ou grupos da sociedade, mas também conflitos armados ou terrorismo vinculado à religião. Este número está diminuindo. Quanto ao número de países com atividades terroristas ligadas à religião, este é até o quinto ano consecutivo de queda. Se em 2018, 64 países foram afetados pelo terrorismo religioso, em 2019, 49 países foram vítimas. O pico ocorreu em 2014, quando 82 países se preocuparam com esse tipo de risco terrorista.

O índice de restrições do governo está em alta. Mede leis, políticas e ações governamentais que restringem as crenças e práticas religiosas.

Desde o início do estudo em 2007, esse índice se manteve “no nível mais alto”. Atingiu o nível mais alto em 2018 e permaneceu nesse nível em 2019. 29% dos países pesquisados ​​têm níveis “altos” ou “muito altos” de restrições governamentais. A maioria desses países está na região Ásia-Pacífico (25 de 50 países nesta região) ou no Oriente Médio, Leste e Norte da África (19 de 20 países).

“Este é um aumento de um país a partir de 2018”, explica o Pew Research Center, “e isso corresponde à pontuação mais alta no estudo, em 2012”.

Como parte desse índice de restrições governamentais, o relatório aponta para duas medidas específicas, assédio governamental contra grupos religiosos e interferência governamental no culto. Duas medidas aumentaram em 2019.

O Pew Research Center afirma que "as autoridades governamentais interferiram no culto por meios como a proibição de certas práticas religiosas, negando acesso a locais de culto ou negando permissão para atividades ou edifícios religiosos.", E isso em 82% dos países estudados.

MC

© Info Chrétienne - Reprodução parcial autorizada seguida de um link "Leia mais" para esta página.

APOIE A INFORMAÇÃO CRISTÃ

Info Chrétienne por ser um serviço de imprensa online reconhecido pelo Ministério da Cultura, a sua doação é dedutível no imposto de renda em até 66%.