Relatório: Especialistas da USCIRF 'desanimados pela deterioração da liberdade religiosa em alguns países'

O relatório lista “países de particular preocupação”, países a serem colocados na “lista especial de vigilância”, bem como atores não estatais conhecidos por violações sistemáticas, contínuas e graves.

A Comissão dos Estados Unidos sobre Liberdade Religiosa Internacional (USCIRF) ontem publicou o dele relatório anual. Este relatório fornece ao governo dos EUA recomendações para fortalecer a promoção da liberdade de religião ou crença no exterior.

Embora "encorajada pela contínua prioridade do governo Biden pela liberdade religiosa internacional em seu primeiro ano", a presidente da USCIRF, Nadine Maenza, expressa desespero com "a deterioração da liberdade religiosa em alguns países.

“Estamos desencorajados pela deterioração da liberdade de religião ou crença em alguns países, incluindo o Afeganistão sob o governo de fato do Talibã desde agosto. As minorias religiosas enfrentaram assédio, detenção e até morte por causa de sua fé ou crenças, e anos de progresso em direção a um acesso mais equitativo à educação e representação para mulheres e meninas desapareceram. »

Como todos os anos, o relatório lista "países de particular preocupação" porque seus governos estão cometendo ou tolerando "violações sistemáticas, contínuas e graves" e coloca outros na "lista especial de vigilância" por causa da perpetração ou tolerância de violações graves por seus governos . Uma categoria diz respeito a entidades de particular preocupação, atores não estatais conhecidos por violações sistemáticas, contínuas e graves.

Este ano, a USCIRF está pedindo ao Departamento de Estado dos EUA que designe 15 países como "países de particular preocupação": Birmânia, China, Eritreia, Irã, Coréia do Norte, Paquistão, Rússia, Arábia Saudita, Tajiquistão e Turcomenistão, Afeganistão, Índia, Nigéria, Síria e Vietnã.

A organização também está pedindo para colocar 12 países na lista especial de vigilância: Argélia, Cuba, Nicarágua, Azerbaijão, RCA, Egito, Indonésia, Iraque, Cazaquistão, Malásia, Turquia e Uzbequistão.

O relatório pede a designação como entidades de particular preocupação de al-Shabaab, Boko Haram, Houthis, Hay'at Tahrir al-Sham (HTS), o Estado Islâmico no Grande Saara (ISGS), o Estado Islâmico na África Ocidental Província (ISWAP ou ISIS-África Ocidental) e Jamaat Nasr al-Islam wal Muslimin (JNIM).

Para Jeff King, presidente da organização Preocupação Cristã Internacional, “a USCIRF dá voz aos perseguidos”.

“Somos gratos pelo notável trabalho da USCIRF em nome da liberdade religiosa. É um recurso formidável que pressiona os regimes e governantes estrangeiros opressores que restringem a livre expressão da fé por seus cidadãos. »

MC

© Info Chrétienne - Reprodução parcial autorizada seguida de um link "Leia mais" para esta página.

APOIE A INFORMAÇÃO CRISTÃ

Info Chrétienne por ser um serviço de imprensa online reconhecido pelo Ministério da Cultura, a sua doação é dedutível no imposto de renda em até 66%.