Que esperança para a Armênia hoje? O testemunho de um pastor que foi lá

Enquanto escrevo estas palavras, encontro-me na Armênia, onde ocorreram intensos combates em 17 de novembro, por uma missão humanitária e espiritual. 

Desde o início da minha viagem, tive a oportunidade de encontrar muitas pessoas, principalmente várias comunidades de igrejas que estão fazendo um notável trabalho de apoio social, moral e espiritual aos mais desfavorecidos.

Também conheci muitas famílias em dificuldade, especialmente aquelas que foram deslocadas de Karabakh, após a guerra imposta pelo Azerbaijão em 2020. Conheci essas famílias deslocadas em Suynik, no sudeste da Armênia, visitando aldeias na fronteira com o Azerbaijão.

Lutas violentas ocorreram em 17 de novembro. Os azeris cruzaram a fronteira ilegalmente e ainda ocupam parte do território armênio próximo ao vilarejo de Ichkhanassar. A luta foi tão violenta que todas as crianças da aldeia foram transferidas para lugares seguros, como a cidade de Sissian, onde há uma antena da associação humanitária cristã. "Esperança para a Armênia". Durante as discussões com adultos e crianças (que já voltaram para a aldeia), sentimos seu medo e a atmosfera de insegurança geral. Nessas visitas, além do contato humano e do conforto, foi prestada assistência financeira às famílias.

A Armênia é muito frágil hoje. A guerra do ano passado causou danos imensos: milhares de mortos e feridos graves. Sem mencionar a perda de território em Karabakh e as dezenas de milhares de refugiados e pessoas deslocadas que residem na Armênia. A isso se deve somar a instabilidade política dentro do país e a insegurança nas fronteiras. Com a guerra do outono de 2020, o Azerbaijão, apoiado pela Turquia, mostrou uma desumanidade sem precedentes. Infelizmente, os armênios da Armênia e de Karabakh se viram sozinhos, abandonados por todos e especialmente pelo Ocidente. Esta Armênia, a primeira nação cristã do mundo, voltou a sofrer o martírio.

Já em 1915, as autoridades turcas haviam organizado e perpetrado o primeiro genocídio do século 20 contra os armênios. A Armênia está em perigo novamente hoje. Amanhã pode ser tarde demais.

Obrigado a todos aqueles que, na França como na Europa, estão se mobilizando pela Armênia, por suas crianças e suas famílias.

Continuemos a orar pela Armênia, por Karabakh. Que Deus conceda uma paz justa. Apesar de tudo, continuemos confiantes e cheios de esperança!

Esperança para a Armênia é um membro do coletivo ASAH.

Pastor René Léonian

Crédito da imagem: foto tirada na Armênia pelo autor do artigo

© Info Chrétienne - Reprodução parcial autorizada seguida de um link "Leia mais" para esta página.

APOIE A INFORMAÇÃO CRISTÃ

Info Chrétienne por ser um serviço de imprensa online reconhecido pelo Ministério da Cultura, a sua doação é dedutível no imposto de renda em até 66%.