Proibição da terapia de conversão: O projeto de lei examinado pela Assembleia Nacional

O projeto de lei contra as terapias de conversão do deputado Laurence Vanceunebrock (LREM) será analisado nesta terça-feira, 5 de outubro, na Assembleia Nacional. 

As terapias de conversão que são "práticas destinadas a modificar a orientação sexual ou identidade de gênero de uma pessoa" serão discutidas pelo Membros no Palais Bourbon nesta terça-feira, 5 de outubro.

Um projeto de lei do deputado do LREM, Laurence Vanceunebrock, pretende lutar contra este fenômeno que havia sido descrito como "tortura" por as Nações Unidas em julho de 2020, e melhor enquadrá-lo.

O texto fornece como um primeiro passo para "dar uma definição mais estrita" ao que é terapia de conversão. Em segundo lugar, o objetivo é prever penas de acordo com a infração cometida e de acordo com os três tipos de terapia de conversão observados por Laurence Vanceunebrock e seu colega, Bastien Lachaud, durante a sua missão de informação, a saber, terapias religiosas, médicas ou sociais.

Em vídeo postado no Twitter pela Assembleia Nacional, a deputada Laurence Vanceunebrock, relatora do texto, volta à necessidade de legislar contra esse tipo de prática, ela explica que isso não existe "realmente" no código penal. “Não podemos registrar queixa por uma infração específica, que seria, portanto, terapia de conversão”, ressalta.

La Vie relata que, no contexto deste projeto de lei, o Conselho Nacional dos Evangélicos da França (CNEF) e a Igreja Católica relembraram “sua oposição a essas práticas”.

Camille Westphal Perrier

© Info Chrétienne - Reprodução parcial autorizada seguida de um link "Leia mais" para esta página.

APOIE A INFORMAÇÃO CRISTÃ

Info Chrétienne por ser um serviço de imprensa online reconhecido pelo Ministério da Cultura, a sua doação é dedutível no imposto de renda em até 66%.