Por medo das autoridades, a missa em memória de Tiananmen é cancelada em Hong-Kong

Um dos organizadores da Missa em Memória de Tiananmen deplora "a atual atmosfera social" e defende que "o principal objetivo não é infringir a lei".

O dia 4 de junho marcará o 33º aniversário do massacre de Tiananmen, onde o exército abriu fogo e esmagou militantes. Em Hong Kong, desde a drástica lei de segurança nacional para acabar com as manifestações pró-democracia, imposta por Pequim em 2020, as tradicionais vigílias à luz de velas, que reuniam dezenas de milhares de pessoas, foram proibidas na cidade, o Museu Tiananmen foi forçado a perto, e esculturas comemorativas foram destrancadas.

Apenas a diocese de Hong Kong organizou uma missa em memória, o último bastião para os habitantes de Hong Kong se reunirem publicamente em memória das vítimas da repressão de Tiananmen. Mas é cancelado este ano, pela primeira vez em 33 anos, por medo das autoridades.

“Achamos muito difícil na atual atmosfera social”, disse Martin Ip, capelão da Federação de Estudantes Católicos de Hong Kong, um dos organizadores. "Nosso principal objetivo não é infringir a lei", disse ele à AFP.

“De acordo com a fé católica, podemos comemorar o falecido de diferentes maneiras, celebrar uma missa é, obviamente, uma maneira”, disse a diocese, “mas o simples ato de rezar pelos falecidos em particular ou em pequenos grupos também será muito significativo”.

Se na vizinha China continental, onde o regime comunista nunca lamentou o massacre de 1989, o assunto é tabu, em Hong Kong essa parte da história foi ensinada nas escolas. Mas tudo mudou desde a entrada em vigor em junho de 2020 da lei de segurança nacional, destinada a permitir que Pequim imprima sua marca autoritária no território.

MC (com AFP)

Crédito de imagem: Shutterstock.com / John YE

© Info Chrétienne - Reprodução parcial autorizada seguida de um link "Leia mais" para esta página.

APOIE A INFORMAÇÃO CRISTÃ

Info Chrétienne por ser um serviço de imprensa online reconhecido pelo Ministério da Cultura, a sua doação é dedutível no imposto de renda em até 66%.