Pastor ameaçado de morte em Uganda: "Depois de matá-lo, nosso Alá nos recompensará"

“Nós os advertimos a parar de converter nosso povo ao cristianismo. Se você continuar fazendo isso, tome nota de que [tirar] sua vida é nosso Jannah [paraíso corânico no além]. Depois de matá-lo, nosso Alá nos recompensará. »

O pastor Godfrey Ssemujju, que supervisiona 130 igrejas pentecostais em Uganda, está enfrentando ameaças de morte. Ele declarou a Notícias da Estrela da Manhã que sua vida, assim como a de sua família, estava ameaçada.

O pastor, que se diz “preocupado” revela uma mensagem que recebeu recentemente.

“Nós os advertimos a parar de converter nosso povo ao cristianismo. Se você continuar fazendo isso, tome nota de que [tirar] sua vida é nosso Jannah [paraíso corânico no além]. Depois de matá-lo, nosso Alá nos recompensará. »

O pastor diz que recebe essas mensagens há 3 meses, mas as ameaças aumentaram desde que os eventos ao ar livre de junho e julho resultaram na conversão de 70 muçulmanos, muitos dos quais eram professores em escolas muçulmanas.

As igrejas que ele supervisiona já foram atacadas nos últimos meses. Um cristão sucumbiu aos ferimentos em julho passado, outro ficou gravemente ferido na cabeça, uma igreja foi destruída. Em 25 de julho, dezenas de gado de um cristão foram abatidos.

MC

Crédito da imagem: Notícias da Estrela da Manhã

© Info Chrétienne - Reprodução parcial autorizada seguida de um link "Leia mais" para esta página.

APOIE A INFORMAÇÃO CRISTÃ

Info Chrétienne por ser um serviço de imprensa online reconhecido pelo Ministério da Cultura, a sua doação é dedutível no imposto de renda em até 66%.