Ministro dos Direitos Humanos intervém em nome de Arzoo Raja no Paquistão

“No caso Arzoo, o juiz ordenou hoje que a menina fosse presa pela polícia e órgãos competentes e transferida para um abrigo. Próxima audiência marcada para quinta-feira de manhã. Meu advogado informou ao tribunal que um interventor será apresentado em meu nome. "

Aestamos caminhando para um final feliz no caso dos jovens Arzoo, Menina paquistanesa de 13 anos, sequestrada, convertida e casada à força com seu sequestrador muçulmano Ali Azhar? É em todo caso a esperança que dá à luz, segunda-feira, a Shireen Mazari, Ministra dos Direitos Humanos do Paquistão, depois que a justiça do país ainda não validou seu casamento e pediu à polícia que parasse de incomodar o casal.

Em sua conta no Twitter, a Ministra dos Direitos Humanos explicou que a Suprema Corte do SIndh exigiu que Arzoo fosse "pego pela polícia" e "transferido para um abrigo".

“No caso Arzoo, o juiz ordenou hoje que a menina fosse presa pela polícia e órgãos competentes e transferida para um abrigo. Próxima audiência marcada para quinta-feira de manhã. Meu advogado informou ao tribunal que um interventor será apresentado em meu nome. "

Este novo caso de casamento forçado de uma jovem de uma minoria religiosa levanta uma vasta onda de protestos no país, tanto de cristãos e hindus como de alguns muçulmanos.

MC

© Info Chrétienne - Reprodução parcial autorizada seguida de um link "Leia mais" para esta página.

APOIE A INFORMAÇÃO CRISTÃ

Info Chrétienne por ser um serviço de imprensa online reconhecido pelo Ministério da Cultura, a sua doação é dedutível no imposto de renda em até 66%.