Notre-Dame de Paris: Mergulhe na história da catedral graças à realidade aumentada

De 7 de abril a 17 de julho, explore a história da Catedral de Notre-Dame usando realidade aumentada. Desde a sua construção ao incêndio que a devastou em 2019, passando por muitos acontecimentos históricos que testemunhou e marcou. Uma exposição gratuita para descobrir no Collège des Bernardins. 

Não havia lugar melhor do que o Collège des Bernardins para receber esta incrível exposição sobre Notre-Dame de Paris. De fato, o Colégio foi construído ao mesmo tempo que a catedral e, como ela, passou por grandes reformas.

“Esta exposição é um reflexo do que fazemos aqui”, afirma o diretor geral do Colégio, Laurent Landete.

"A nossa fé mostra-nos a necessidade de raízes espirituais para poder falar à sociedade de hoje e poder construir a sociedade de amanhã", continua o director deste local histórico que serviu até à Revolução Francesa como residência de cistercienses monges.

850 anos de história

Assim, o Colégio Bernardins acolhe desde 7 de abril e até 17 de julho, uma exposição gratuita em realidade aumentada e acessível a partir dos 6 anos que relembra os 850 anos de história de Notre-Dame.

Os espectadores são imersos na atmosfera assim que entram na nave dos Bernardins, onde recebem um tablet. Graças a esta ferramenta, eles podem digitalizar imagens colocadas em cubos diante das vinte e uma reconstruções históricas oferecidas e, assim, viajar no tempo.

Uma jornada que começa com o incêndio da catedral que chamou a atenção do mundo em 2019. Vários sliders permitem descobrir mais detalhes sobre este incidente, até o equipamento usado pelos bombeiros.

Laurent Landete também se deteve no "milagre" que aconteceu naquela noite. De acordo com os depoimentos de vários bombeiros, ele relata que quando a maré virou e os bombeiros pensaram que a catedral estava perdida, foi graças às orações da multidão, que se levantou até eles, que eles encontraram coragem para voltar e salvar o edifício das chamas.

Reconstruções ao “milímetro”

A imagem a seguir nos oferece uma viagem no tempo, nos encontramos em 1160, período em que Notre-Dame ainda era apenas um projeto. O espectador pode então, usando o tablet, descobrir a praça em que a catedral será erguida alguns anos depois. A renderização é precisa, "ao milímetro mais próximo", especifica o diretor dos Bernardins.

As pinturas levam-nos então a 1165 onde podemos ver o início da construção como se lá estivéssemos, depois a 1239 quando Saint-Louis veio depositar ali as relíquias da crucificação de Cristo.

Também descobrimos a promessa real de Luís XIII, a passagem da Revolução que transformou a catedral em um "templo da razão", a coroação de Napoleão ou a reforma realizada pelo arquiteto Eugène Viollet-le-Duc em 1840.

A visita termina com um regresso a 2019, com um foco particular nas obras em curso e nos muitos artesãos que trabalham meticulosamente nesta grande renovação.

Uma exposição desenhada pela start-up Histovery em colaboração com o Colégio, que trabalharam juntos durante um ano para finalizar este projeto. Totalmente financiado pela L'Oréal, é gratuito, o que permitirá àqueles que desejam voltar ou simplesmente aproveitar o tempo para apreender todos os segredos que ele oferece sobre esse tesouro histórico e espiritual da História da França.

Tal como o Collège des Bernardins, um local único a descobrir sem demora, se já não é assim, esta bela exposição lembra-nos, para citar as palavras de Laurent Landete, que "o sábio faz novo com o velho".

Camille Westphal Perrier

© Info Chrétienne - Reprodução parcial autorizada seguida de um link "Leia mais" para esta página.

APOIE A INFORMAÇÃO CRISTÃ

Info Chrétienne por ser um serviço de imprensa online reconhecido pelo Ministério da Cultura, a sua doação é dedutível no imposto de renda em até 66%.