Na planície de Nínive, metade das famílias cristãs voltaram para suas aldeias

Em 6 de agosto de 2014, quando estava escuro, a vida de milhares de cristãos se transformou em horror quando o Estado Islâmico tomou a cidade de Qaraqosh.

CHá então 125 cristãos da planície de Nínive que tiveram que buscar refúgio no Curdistão iraquiano ou no exterior. Mais de dois anos após esta invasão, a planície de Nínive foi gradualmente libertada, mas as aldeias, parcial ou totalmente destruídas, ainda carregavam as cicatrizes da luta implacável que testemunharam, e 000 casas tiveram que ser reconstruídas. Apesar de tudo, os habitantes voltaram gradualmente e quase metade dos habitantes voltou para suas aldeias.

Ajuda à Igreja que Sofre, fornece ajuda regular e importante para a reconstrução da planície de Nínive. Marc Fromager, diretor do ACN de volta do Iraque, testemunha em um comunicado de imprensa :

“O retorno das famílias à planície de Nínive torna a reabilitação ainda mais urgente. E, no entanto, nada é certo: as milícias Hachd al-Chaabi e os Shabaks, grupo étnico minoritário, todos predominantemente xiitas, estão tentando ocupar gradativamente o território, em detrimento dos cristãos, cuja segurança também deve ser garantida. "

Dom Timotheus Musa Al Shamani, arcebispo siríaco-ortodoxo do mosteiro de Mar Matti, disse à ACN que “sem segurança e sem trabalho nenhum cristão permanecerá no Iraque. Uma força internacional de manutenção da paz deve ser estabelecida na planície de Nínive. Queremos a garantia de que nossa liberdade e segurança serão respeitadas ”.

Em 2003, 1,3 milhão de cristãos viviam no Iraque. Na época, isso correspondia a cerca de 8% da população. Hoje, seriam apenas 250 mil, o que corresponde a menos de 000% da população.

HL

Crédito da imagem: Cosimoattanasio - Redline / Shutterstock.com

© Info Chrétienne - Reprodução parcial autorizada seguida de um link "Leia mais" para esta página.

APOIE A INFORMAÇÃO CRISTÃ

Info Chrétienne por ser um serviço de imprensa online reconhecido pelo Ministério da Cultura, a sua doação é dedutível no imposto de renda em até 66%.