Na China, um mensageiro censura a palavra “Cristo”

"A palavra 'Cristo' que você está tentando postar viola os regulamentos do serviço de notícias da Internet", diz a mensagem de censura enviada a um grupo de cristãos no WeChat na China.

Com as "Medidas para a Administração de Serviços de Informação Religiosa na Internet" implementadas em março, a repressão do Partido Comunista Chinês aos cristãos também é realizada no serviço de mensagens chinês WeChat.

a organização ChinaAid explica que os cristãos tiveram um grupo de leitura da Bíblia no WeChat por 5 anos. A cada mês, as discussões começavam com uma votação para decidir qual livro seria lido e depois estudado. Mas, quando um dos livros continha a palavra “Cristo”, o grupo recebeu uma mensagem de censura.

"A palavra 'Cristo' que você está tentando postar viola os regulamentos dos Serviços de Informações da Internet, incluindo, mas não se limitando às seguintes categorias:

  • Pornografia, jogos de azar e dependência de drogas
  • Supercomercialização
  • incentivo

O problema pode ser resolvido de uma das seguintes maneiras:

  1. Edite seu conteúdo
  2. Envie para revisão. »

O administrador optou por modificar o nome de Jesus para deixar o grupo aberto.

MC

© Info Chrétienne - Reprodução parcial autorizada seguida de um link "Leia mais" para esta página.

APOIE A INFORMAÇÃO CRISTÃ

Info Chrétienne por ser um serviço de imprensa online reconhecido pelo Ministério da Cultura, a sua doação é dedutível no imposto de renda em até 66%.