Quando não se perdoar é o problema

Na cultura cristã, usamos muito a palavra “perdão”. Acreditamos em Deus que leva todas as nossas imperfeições, falhas, falhas e nos justifica por sua graça. Muitos de nós, no entanto, secretamente vivemos uma vida dupla de vergonha.

Compartilhe esta imagem no Facebook

NCremos no poder da misericórdia de Deus, mas nossos pensamentos se demoram em nossos erros que Deus cometeu na cruz. Carregamos o peso da culpa. Estamos tão profundamente cônscios de nossas próprias imperfeições, que apesar de nosso conhecimento da graça de Deus, não evoluímos nesta liberdade.

Como podemos aprender a viver na graça que nos foi concedida com tanto amor?

  • Vamos fazer as pazes com nossos arrependimentos

Às vezes, tendemos a confundir culpa com arrependimento. Algumas de nossas ações não são ruins, algumas de nossas escolhas não produzem o efeito desejado, mas não precisa ser pecado.

A vida está cheia de altos e baixos, boas e más escolhas, e não temos controle sobre os acontecimentos. Não podemos voltar atrás, mas podemos ir em frente com a convicção de que aprendemos com essas situações, porque os obstáculos em nossas vidas nos fazem crescer e nos levam a novas etapas.

  • Pedimos perdão?

Quando temos sucesso em pedir perdão a Deus e implorar por sua graça, muitas vezes é mais difícil para nós pedir perdão àqueles que podemos ter ferido. Exige um esforço extra, mas muitas vezes é uma etapa essencial, que deixa a possibilidade de o outro acabar com sua dor e nos permite deixar o passado para trás.

  • Nossos erros não são nossa identidade

Reconhecer nossos erros é um passo importante, mas deixar que nossas ações definam quem somos é uma deriva. O que quer que façamos, podemos experimentar a graça do Senhor e permitir-nos ser transformados em Cristo, pois "ele não nos trata segundo os nossos pecados, não nos retribui segundo as nossas iniqüidades ..."

  • Vamos fazer da alegria nossa prioridade

Punir-se vivendo em culpa nunca nos fará sentir melhores e livres. Não nos perdoamos, quando o próprio Deus já nos perdoou.

Quando a vergonha e a culpa nos dizem que somos indignos, Jesus está lá para nos alcançar novamente. Ele nos pede que permaneçamos em liberdade e aceitemos plenamente sua graça.

Compartilhe este vídeo no Facebook


O editorial

Fonte: Revista relevante

 Publicado originalmente em 8 de novembro de 2016

© Info Chrétienne - Reprodução parcial autorizada seguida de um link "Leia mais" para esta página.

APOIE A INFORMAÇÃO CRISTÃ

Info Chrétienne por ser um serviço de imprensa online reconhecido pelo Ministério da Cultura, a sua doação é dedutível no imposto de renda em até 66%.