Mulheres frutíferas em um mundo estéril

Você já se comparou a uma árvore? Faça o exercício, mesmo que pareça um pouco maluco! Como você se parece? De uma árvore carregada de frutos promissores ou de uma planta quase morta?

O objetivo do ser humano: dar frutos

Independentemente de nosso estado de crescimento espiritual, nosso Criador considera nosso propósito - como árvores e plantas - dar frutos. Com efeito, Jesus insiste repetidamente nesta necessidade: «O que glorifica a meu Pai é que deis frutos em abundância» (Jo 15,8). Mais adiante: «Fui eu que vos escolhi e instituí para que vais, para que dêem fruto e para que os teus frutos permaneçam» (Jn 15,16).

O homem chamado para "criar" outros homens

Esta missão não é nova. Desde a sua criação, o ser humano é exortado a dar fruto: “Deus os abençoou e disse-lhes: 'Frutificai, multiplicai-vos, enchei a terra e subjugou-a'” (Gn 1, 28). O autor e advogado comenta: “É uma bênção muito especial que o ser humano recebe desta forma; torna o homem e a mulher capazes de “criar” seres à sua imagem ”. O próprio homem é criado da terra: “O Senhor Deus formou o homem do pó da terra, soprou em suas narinas o fôlego da vida, e o homem se fez ser vivente” (Gn 2,7). Segundo Jolie Selemani, o ser humano tem, portanto, um “potencial chamado a se desenvolver e a se perpetuar”.

Ser fecundo não é só procriar ...

Jesus traz uma nova dimensão à noção de fertilidade: aprofunda o seu significado, não o vinculando apenas à procriação. Simone Pacot especifica: “Cristo não tem descendência segundo a carne; mas ele tem uma semente espiritual ”.

Assim, para Simone Pacot, "toda a vida tem probabilidade de dar frutos, tenha ou não uma descendência carnal".

Além disso, ela considera que mesmo as provações da existência trazem em si o germe da fertilidade. Eles são capazes de fazer uma árvore crescer e dar frutos.

“Fertilidade não é sinônimo de quantidade: ela manifesta uma qualidade de ser, diz respeito ao modo como vivemos, às dificuldades, à felicidade, aos menores atos do cotidiano. Nada nunca está perdido; tudo, absolutamente tudo, pode dar frutos. "

Receba amor para transmiti-lo ainda mais

Mas onde você pode encontrar a motivação para ser frutífero? Como sair da rotina para se tornar uma árvore de frutos promissores? A chave é o amor. Para o autor francês, é o motor da fertilidade: “Como uma semente, o amor está plantado no centro do nosso ser. É recebido de forma consciente para ser implantado no exterior ”. A busca autêntica do ser humano consiste em saber que é amado por Deus e, por sua vez, ama. Este desejo de amar se concretiza no fato de se dar e se dar.

Para ser frutífero dando

Assim, assim que se aspira a uma vida frutífera, o dar e o dar de si torna-se um imperativo. Simone Pacot declara:

“Uma vida fecunda se desenvolverá no dom. As plantas e as árvores produzem flores e frutos, é a sua lei. É também a lei fundamental do ser humano, mas ele mesmo tem a liberdade de dar ou guardar. "

O autor insiste que os frutos de uma vida fecunda devem ser "amplamente distribuídos". Se eles se acumularem em um canto, podem apodrecer. Porque a graça e o dom de Deus não são dons que deveriam nos levar ao confinamento de si mesmo.

“Eles são dados para serem frutíferos. "

"Eu sou a videira, vocês são os ramos"

Para ser fecundo, o homem não deve confiar apenas nos seus próprios esforços: “Eu sou a videira; vocês são os ramos. Quem permanece em mim, como eu nele, dá muito fruto; porque sem mim você não pode fazer nada ”. (Jo. 15, 5).

Para não nos cansarmos e secarmos, precisamos ser enxertados em Deus, pois os ramos são presos ao tronco que os abastece de seiva e os renova para dar frutos.

Simone Pacot especifica:

“Partir do coração de Deus, fonte de amor, de doação, produzirá um desdobramento, uma renovação permanente da fecundidade. Torna-se inesgotável, a fonte não seca. "

R. Piaget

Encontre mais artigos sobre Espiritualidade, a revista que reúne mulheres cristãs do mundo de língua francesa. 

© Info Chrétienne - Reprodução parcial autorizada seguida de um link "Leia mais" para esta página.

APOIE A INFORMAÇÃO CRISTÃ

Info Chrétienne por ser um serviço de imprensa online reconhecido pelo Ministério da Cultura, a sua doação é dedutível no imposto de renda em até 66%.