Morte do ator e comprometido Christian Clarence Gilyard

Morreu aos 66 anos na segunda-feira, 28 de novembro, o ator Clarence Gilyard ficou conhecido por ter participado de diversos filmes e produções televisivas, principalmente a série “Walker, Texas Ranger”. Ele era muito menos por seus papéis em filmes baseados na fé. De fato, o artista era um cristão comprometido.

De todos os papéis de Clarence Gilyard, é o do ranger James Trivette que mais marcou sua carreira.

Nesta série familiar, uma equipe da Texas Ranger Division, uma força policial do Lone Star State, persegue os bandidos em cenários que possuem uma particularidade: o bem e o mal são claramente identificados, os heróis não são personagens sombrios, atormentados e As referências cristãs são expressas pelo personagem principal interpretado por Chuck Norris, ridicularizado por sua capacidade de fazer tudo.

Valores que ainda não eram os de Gilyard. Foi em 1993, após ver seu casamento desfeito pelo adultério dela, alguns meses após o início da série, que ele foi à igreja.

Por ocasião da Jornada Mundial da Juventude 2016 em Cracóvia, o ator havia testemunhado de sua experiência espiritual da Agência Católica de Notícias:

“Cheguei ao fundo do poço, cheguei ao fundo do poço… Minha vida girava em torno de sexo, drogas e rock and roll. »

Foi durante um programa de ajuda a dependentes que Gilyard, nascido em família luterana, conheceu um homem que o convidou para ir à missa.

O filho de um soldado que se movimentava muito foi à igreja no domingo seguinte e saiu transformado, abalado durante a consagração da Eucaristia:

“Quando todos se ajoelharam, isso abalou meu mundo, me abalou. Aí eu fui falar com o padre na saída e falei: Ei, posso ir te ver essa semana? »

Logo depois, Gilyard começou a participar do catecumenato em preparação para o batismo e tornou-se membro da Igreja Católica em 25 de dezembro, um dia após seu quadragésimo aniversário.

Uma conversão seguida de uma escolha de filmes e séries de acordo com sua fé

Essa conversão o levou a escolher cuidadosamente seus papéis e a participar o máximo possível da massa durante suas várias filmagens.

Ele também esteve envolvido em filmes cristãos, incluindo os dois primeiros episódios de a trilogia “Deixados para trás”, sobre o fim dos tempos, inspirado nos romances do pastor batista Tim LaHaye.

No episódio "Cornerstone" da série católica "Into the Breach", Gilyard relata sua jornada espiritual por alguns minutos. Se a crítica não gostou dessas produções, julgando-as de baixa qualidade, o ator procurou acima de tudo compartilhar sua crença.

Explicando como viveu sua fé na indústria do entretenimento, Clarence Gilyard também mencionou seu confronto com o secularismo toda vez que ele deixava seu trailer de atuação:

“Tenho que avaliar as situações em que me encontro em relação ao roteiro e às relações homem-mulher. Também devo avaliar como me cuido mental e espiritualmente para viver como uma pessoa saudável e espiritual, como todas as outras. »

Segundo ele, todos devem garantir que recebem o alimento espiritual necessário para o exercício da profissão.
No entanto, Gilyard recusou-se a dar conselhos imediatos aos católicos, acreditando que só poderia fazê-lo se fosse solicitado pelos crentes:

“Descobri que uma das coisas contra as quais tenho que lutar é essa arrogância humana que nos impede de permitir que Deus seja Deus. Colocamos ele em uma caixa, damos um tamanho que achamos que é o certo e depois falamos por ele. »

Após sua conversão, Gilyard assumiu várias responsabilidades nas atividades católicas. Em 2018, ele liderou o “Finding Vince 400”, o Festival Internacional de Cinema dedicado a São Vicente de Paulo, em Castel Gandolfo, cidade de residência dos papas.

A intenção da festa era levar a mensagem da caridade cristã de São Vicente de Paulo por ocasião do quadricentenário do movimento fundado pelo padre lazarista.

Gilyard também esteve envolvido na produtora "Holy Cross Family Ministries", onde colocou sua experiência de atuação a serviço de famílias de baixa renda antes de ser convidado para fazer parte do conselho de administração da JMJ.

Jean Sarpedon

Crédito da imagem: Shutterstock/ Kathy Hutchins

© Info Chrétienne - Reprodução parcial autorizada seguida de um link "Leia mais" para esta página.

APOIE A INFORMAÇÃO CRISTÃ

Info Chrétienne por ser um serviço de imprensa online reconhecido pelo Ministério da Cultura, a sua doação é dedutível no imposto de renda em até 66%.