Marlène Schiappa confia a Miviludes a missão de praticar a "terapia de conversão"

Marlène Schiappa, confiada a Miviludes, órgão de luta contra as aberrações sectárias, missão sobre a "prática indigna" da terapia de conversão. 

A “terapia de conversão”, que visa reorientar a sexualidade das pessoas que dela participam, é uma prática dirigida particularmente aos homossexuais, bissexuais ou transgéneros (LGBT +), realizada “por terceiros ou por grupos religiosos”.

Numa Comunicado publicado em 13 de setembro, Marlène Schiappa, Ministra Delegada ao Ministro do Interior, responsável pela Cidadania, anunciou que confiou o órgão de luta contra as aberrações sectárias vinculado ao Ministério do Interior, Miviludes, com uma missão a acabar esta prática.

Esta missão, que terá por base várias unidades da Direcção-Geral da Polícia Nacional e da Direcção-Geral da Gendarmaria Nacional, terá como objectivo "quantificar", "exemplificar" e "esclarecer" este fenómeno ", analisando em particular a sua dimensão da deriva sectária ”. Dentro de um mês, o Miviludes terá de apresentar “propostas operacionais para aperfeiçoar os meios de combate a estas práticas”.

“Diante do aumento do fenômeno das aberrações sectárias, estamos mobilizando todas as nossas forças e liberando meios sem precedentes para proteger as pessoas LGBT + do abuso da fraqueza e da sujeição. »Declarado o Ministro.

No início de outubro, um projeto de lei "que proíbe práticas destinadas a modificar a orientação sexual ou identidade de gênero de uma pessoa" apresentada pelo deputado do LREM, Laurence Vanceunebrock, também será examinada na Assembleia Nacional.

Camille Westphal Perrier

Crédito da imagem: Frederic Legrand - COMEO / Shutterstock.com

© Info Chrétienne - Reprodução parcial autorizada seguida de um link "Leia mais" para esta página.

APOIE A INFORMAÇÃO CRISTÃ

Info Chrétienne por ser um serviço de imprensa online reconhecido pelo Ministério da Cultura, a sua doação é dedutível no imposto de renda em até 66%.