Marcha para Jesus: 10 cristãos se reuniram para proclamar o amor de Jesus em Paris

A Marcha para Jesus, evento nacional anual, aconteceu neste sábado, 21 de maio, em Paris. 10 pessoas marcharam pelas ruas da capital para proclamar o amor de Jesus. 

Sábado, 21 de maio, após dois anos de paralisação forçada devido ao Covid-19, o andar para jesus em Paris. Um evento nacional que reuniu 10.000 pessoas, segundo a polícia e os organizadores, de toda a França.

Paul Olivier Pluquet, presidente da Federação da Marcha para Jesus França (MPJF) descreve um encontro alegre e pacífico onde todas as gerações (com maioria de jovens entre 25 e 35 anos), etnias e sensibilidades cristãs estiveram representadas.

A marcha foi pontuada por momentos de louvor, intercessão, oração, arrependimento, evangelização antes de concluir em apoteose com um momento de júbilo e celebração na Place Denfert-Rochereau.

Um evento que atesta a unidade entre os cristãos como explica um dos vice-presidentes do MPJF, André Raoilison. “Somos movidos por essa visão de reunir pessoas que confessam o nome de Jesus”, confidencia, citando o versículo bíblico que receberam para este evento:

“Não há salvação em nenhum outro; pois não há outro nome debaixo do céu dado entre os homens, pelo qual devamos ser salvos. » Atos 4:12

Porque esta é realmente a única reivindicação desta Marcha: proclamar o amor de Jesus para tocar os corações!

Uma aposta de sucesso já que, segundo uma publicação no Instagram, milhares de folhetos e Evangelhos foram distribuídos nas ruas da capital nesta ocasião.

Segundo Paul Olivier Pluquet, o objetivo para o próximo ano é organizar o maior número possível de Marchas para que esta onda de amor e unidade, testemunho da Boa Nova de Cristo, se espalhe e incendeie a França!

Camille Westphal Perrier

Crédito da imagem: captura de tela Instagram

© Info Chrétienne - Reprodução parcial autorizada seguida de um link "Leia mais" para esta página.

APOIE A INFORMAÇÃO CRISTÃ

Info Chrétienne por ser um serviço de imprensa online reconhecido pelo Ministério da Cultura, a sua doação é dedutível no imposto de renda em até 66%.