Mais de 360 ​​milhões de cristãos são fortemente perseguidos ou discriminados no mundo

A ONG Portes Ouvertes acaba de publicar seu Índice Global de Perseguição aos Cristãos 2022 que revela que a discriminação e a perseguição sofrida pelos cristãos se agravaram ainda mais. Assim, entre 1º de outubro de 2020 e 30 de setembro de 2021, mais de 360 ​​milhões de cristãos foram fortemente perseguidos ou discriminados no mundo.

Todos os anos, a organização Portas Abertas publica seu Índice Global de Perseguição aos Cristãos, a edição de 2022 relata um nível sem precedentes de perseguição.

Então é 360 milhões de cristãos que atualmente são vítimas de perseguição ou discriminação em todo o mundo, representando 1 em cada 7 cristãos. Além disso, em comparação com o Índice de 2021, o número de cristãos mortos aumentou 24%, o número de igrejas visadas por 14%, enquanto o número de cristãos detidos por causa de sua fé está experimentando um 44% aumentar.

O período considerado para o estabelecimento deste Índice Mundial da Perseguição aos Cristãos 2022 se estende de 1º de outubro de 2020 a 30 de setembro de 2021. A ONG especifica que a perseguição está em constante aumento há 9 anos, dos quais 9% de aumento observado nos últimos seis anos.

Afeganistão no topo do ranking

O Afeganistão lidera o Índice. Classificado em 2º lugar desde 2018, o país viu recentemente o nível de violência contra os cristãos explodir com a chegada do Taleban ao poder em agosto passado. Neste país asiático, “os cristãos que não foram mortos estão escondidos, as igrejas secretas não correm mais o risco de se reunir. Tornou-se ainda mais difícil para os cristãos deixar o país para salvar suas vidas”.

A Coreia do Norte, que ocupava o primeiro lugar no Index há 20 anos, foi assim relegada para o segundo lugar, mas a ONG especifica que a situação dos cristãos piorou e o número de cristãos presos, bem como o número de igrejas domésticas visadas por perseguição aumentou.

Depois do Afeganistão e da Coreia do Norte, a Somália ocupa o terceiro lugar no posição. De acordo com a Portas Abertas, no país da África Oriental, “os cristãos são apontados como 'alvos de alto valor' pela Al-Shabaab e outros grupos radicais”. Em seguida vêm Líbia, Iêmen, Eritreia, Nigéria (o país onde a maioria dos cristãos são mortos por causa de sua fé), Paquistão, Irã, Índia e Arábia Saudita, que é “o 'um dos únicos países onde os edifícios da igreja são proibidos'.

A perseguição aos cristãos em alguns números 

O Index revela que entre 1º de outubro de 2020 e 30 de setembro de 2021, 5 cristãos foram mortos por causa de sua fé, representando 898 cristãos mortos todos os dias. Além disso, 16 cristãos estão atualmente detidos, enquanto 6 igrejas foram alvo de perseguição, a maioria (175) das quais está na China.

Camille Westphal Perrier 

© Info Chrétienne - Reprodução parcial autorizada seguida de um link "Leia mais" para esta página.

APOIE A INFORMAÇÃO CRISTÃ

Info Chrétienne por ser um serviço de imprensa online reconhecido pelo Ministério da Cultura, a sua doação é dedutível no imposto de renda em até 66%.