Mais de 35 pessoas se reuniram em Washington para louvar a Deus

O líder de louvor Sean Feucht apresentou um concerto no jardim do National Mall em Washington DC no domingo, 25 de outubro como parte de sua turnê Let Us Worship. 

Éestá acabado pessoas 35 000 que se reuniram no icônico gramado do National Mall para orar por um despertar espiritual nos Estados Unidos, apesar da chuva e do frio CBN News.

Uma manifestação organizada como parte do movimento Vamos adorar (Louvemos), criado por Sean Feucht contra as medidas de saúde postas em prática por causa da pandemia, principalmente nas igrejas. Ele denuncia um ataque à liberdade religiosa.

Por quase quatro horas, milhares de pessoas cantaram e dançaram para erguer o nome de Jesus, segurando cartazes que diziam “Jesus 2020” ou “Jesus é importante”.

O líder da contratação falou no meio do show sobre o período difícil que a América está passando com a pandemia de Covid-19.

"Vivemos uma época de dor, discórdia, violência e medo, mas Jesus nos lembra que Ele morreu na cruz para que possamos viver plenamente ... mesmo em meio a uma pandemia"

O evento foi encerrado com a famosa canção " Nosso Deus reina "(" Nosso Deus reina "em francês) e com um encorajamento para os novos crentes irem e serem batizados.

Sean Feucht postou uma foto da manifestação em sua conta do Instagram hoje para mostrar sua emoção, ele diz que há "um novo movimento por Jesus na América".

Eventos organizados pelo líder de adoração da Igreja Betel na Califórnia parecem estar cada vez mais bem-sucedidos, apesar da polêmica recepção dada por alguns.

Le 11 em outubro passado, Sean Feucht foi notoriamente sujeito a uma investigação na cidade de Nashville por ter organizado um desses famosos concertos com milhares de pessoas sem máscara, apesar das regras sanitárias.

PC

Crédito da imagem: Nicole Glass Photography / Shutterstock.com

© Info Chrétienne - Reprodução parcial autorizada seguida de um link "Leia mais" para esta página.

APOIE A INFORMAÇÃO CRISTÃ

Info Chrétienne por ser um serviço de imprensa online reconhecido pelo Ministério da Cultura, a sua doação é dedutível no imposto de renda em até 66%.