Mãe despida, espancada até a morte e queimada por sua fé

Samari Kasabi, 55, um cristão da aldeia de Dokawaya, Chhattisgarh, foi morto em um ataque brutal, que resultou na conversão sob pressão de muitos cristãos ao hinduísmo.

La turba estava na verdade procurando seu filho Sukura, de 35 anos, e sua família quando finalmente decidiram matar Samari em seu lugar. A família já havia sofrido pressão e sido sequestrada pelo grupo comunista indiano, os naxalitas, por causa de sua fé cristã. Eles foram libertados depois de dizer aos ativistas que estavam orando pelos doentes e pobres da aldeia. Apesar do testemunho positivo de alguns ativistas a favor da família, ela continuou sendo perseguida e sob pressão.

Após o terrível linchamento e a morte de Samari nessas circunstâncias terríveis, outros cristãos da aldeia desistiram de sua fé para escapar da violência.

As Portas Abertas da ONG pôde visitar Sakura.

“Desde o dia em que cheguei à fé, nenhum líder cristão de qualquer lugar nos visitou. É a primeira vez que alguém vem e ora por nós. Muito obrigado… "

Ataques contra cristãos têm aumentado desde 2013 na Índia. Os cristãos representam apenas 2,3% de uma população hindu de 80%. É proibido se converter ao cristianismo em 5 estados da Índia. Outros estados também estão considerando a introdução dessa lei. O governo indiano, liderado pelo Bharatiya Janata Party (BJP), um grupo nacionalista hindu, foi acusado de fechar os olhos aos ataques às minorias religiosas.

O editorial

Fonte: Express.co.uk

Crédito da foto: Portas abertas no Reino Unido

© Info Chrétienne - Reprodução parcial autorizada seguida de um link "Leia mais" para esta página.

APOIE A INFORMAÇÃO CRISTÃ

Info Chrétienne por ser um serviço de imprensa online reconhecido pelo Ministério da Cultura, a sua doação é dedutível no imposto de renda em até 66%.