Eco-ansiedade, a nova doença do século? [OPINIÃO]

De que adianta se envolver, construir um futuro, fundar uma família, ter filhos enquanto o mundo está à beira da ruína pela negligência dos mais velhos? A geração jovem sofre de uma doença muito estranha: a ansiedade ecológica.

De acordo com um grande estudo realizado recentemente em todo o mundo, 75% dos jovens julgam o futuro " assustador ". A culpa é da onipresença do discurso sobre as mudanças climáticas: ao ouvirem desde muito cedo, na escola e na mídia, que a humanidade caminhava para a destruição, muitos jovens estão agora e já estão convencidos de que já falhamos para salvar o planeta. Mais de 200 anos depois de Baudelaire, esse novo baço, mistura de depressão, angústia e desilusão, apodera-se da geração jovem.

Como parte desse estudo realizado por uma equipe de pesquisadores do Reino Unido, Finlândia e Estados Unidos, 10 jovens entre 000 e 16 anos foram questionados sobre seu nível de ansiedade em relação à criança. Medo, desespero, otimismo, indiferença ... A grande maioria simplesmente não tem esperança para o futuro da humanidade. São 83% para estimar que o"Falhamos em cuidar do planeta", mais da metade (56%), mesmo julgando que "A humanidade está condenada". Um achado que carece de esperança e perspectiva em relação aos desafios, ou conflitos, superados pelas gerações anteriores. No geral, 60% dos jovens dizem que são " muito " de fato "Extremamente" preocupados com a mudança climática. Quanto aos políticos, 65% dos jovens acreditam que "Desiludir os jovens", 64% que eles "Mentira sobre o impacto de suas ações" e 60% que esses tomadores de decisão "Ignore sua angústia".

Somado aos danos psicológicos devido aos recentes bloqueios e medos relacionados à pandemia, o impacto dessa percepção das mudanças climáticas influencia a saúde mental da geração jovem. Assim, 55% dos jovens acreditam que terão menos oportunidades do que seus pais e 52% até temem por sua família. Não são os gritos de alarme de Greta Thunberg ou os relatórios do IPCC que podem tranquilizá-los. No entanto, nada está perdido e nada supera a ação, o compromisso, seja qual for o desafio, mesmo em um mundo pós-Covid que é furiosamente semelhante ao anterior. Ainda seria uma pena se esta geração que chamou amanhã para tomar as rédeas do mundo desistisse antes mesmo de ter aproveitado ...

Judikael Hirel

Fonte: LCI

Este artigo foi publicado em Seleção do dia.

© Info Chrétienne - Reprodução parcial autorizada seguida de um link "Leia mais" para esta página.

APOIE A INFORMAÇÃO CRISTÃ

Info Chrétienne por ser um serviço de imprensa online reconhecido pelo Ministério da Cultura, a sua doação é dedutível no imposto de renda em até 66%.