John Kerry finalmente reconhece o genocídio cometido contra cristãos no Iraque e na Síria

A
urante uma entrevista coletiva no Departamento de Estado em Washington, quinta-feira, 17 de março de 2016, o Secretário de Estado dos EUA qualificou como "genocídio" as atrocidades cometidas contra as minorias religiosas no Iraque e na Síria.

“Minhas palavras hoje confirmam meu primeiro julgamento, o Estado Islâmico é responsável pelo genocídio em certas áreas, contra os yazidis, cristãos e muçulmanos xiitas. O próprio ISIS afirma que está cometendo genocídios, por meio de sua ideologia e de suas ações. "

Esta é a primeira vez que os Estados Unidos reconhecem oficialmente um genocídio desde o de Darfur em 2004.

A declaração veio apenas uma semana depois da organização católica Knights of Columbus, que tem mais de 2 milhões de membros, publicou um dossiê de quase 280 páginas, fornecendo prova legal da existência de genocídio e conclamando o chefe da diplomacia dos EUA a qualificar oficialmente como genocídio as atrocidades cometidas pelo Estado Islâmico contra os cristãos no Oriente.

John Kerry também disse durante seus comentários:

“É importante dar um nome a esses crimes, mas o principal é detê-los”.

HL

© Info Chrétienne - Reprodução parcial autorizada seguida de um link "Leia mais" para esta página.

APOIE A INFORMAÇÃO CRISTÃ

Info Chrétienne por ser um serviço de imprensa online reconhecido pelo Ministério da Cultura, a sua doação é dedutível no imposto de renda em até 66%.