"Jim: The James Foley Story", seu mártir, sua vida e sua fé contada por pessoas próximas a ele

James Foley, famoso fotojornalista americano, foi sequestrado pelo Daesh em 2012. Sua atroz execução 2 anos depois, em um macacão laranja no meio do deserto, filmado e transmitido por seus torturadores, revelou ao mundo a abominável ideologia extremista.

Danos “Jim: The James Foley Story”, seu melhor amigo conta sua vida, por meio de testemunhos íntimos de sua família, seus colegas, seus amigos e ex-reféns. De acordo com HBO, “Uma crônica de tormento, coragem, compaixão e dor no início da guerra da América contra o Daesh. "

Formado em história pela Universidade Jesuíta de Milwaukee, ele nutriu uma fé sólida ali.

Depois de ser refém na Líbia, ele testemunhou livremente sua fé, como forma de sobreviver. Ele diz que depois de vários dias em uma cela, ouve batidas contra sua parede. Ele põe o ouvido nele e ouve a voz de um refém americano que lê para ele uma passagem do Evangelho de Mateus e se oferece para orar com ele.

“Vou orar para permanecer forte. Rezarei para abrandar o coração de nossos captores. Rezarei a Deus para que remova os fardos que não poderíamos suportar. E vou orar para que nossas mães saibam que estamos bem. "

Ao retornar do cativeiro, ele recorda o papel fundamental da oração:

“A oração permitiu minha liberdade, uma liberdade interior primeiro e depois o milagre da libertação, durante uma guerra em que o regime não tinha vontade real de nos libertar. Não fazia sentido. Mas a fé sim. "

Seus colegas são testemunhas de um homem cheio de compaixão, amor, tão humanitário quanto fotojornalista.

Sua dolorosa experiência na Líbia não interrompeu sua paixão pelos outros. Em 2012, ele foi para a Síria. Foi na Síria que, 2 anos depois, sua decapitação pública o tornou um mártir.

Ex-reféns confirmam sua vida de oração. James Foley continua orando entre os muçulmanos:

“Eu orava com eles 5 vezes ao dia. Foi tão poderoso e foi algo que eu tive que fazer. [...] Só sei que estava realmente com eles e que estava realmente orando a Jesus. "

MC

© Info Chrétienne - Reprodução parcial autorizada seguida de um link "Leia mais" para esta página.

APOIE A INFORMAÇÃO CRISTÃ

Info Chrétienne por ser um serviço de imprensa online reconhecido pelo Ministério da Cultura, a sua doação é dedutível no imposto de renda em até 66%.