Iraque: Grande procissão de cristãos para o Domingo de Ramos em Qaraqosh

“Fomos movidos à força de lá por causa do Estado Islâmico, que queria nos matar, nossas famílias, nossas filhas, então tivemos que migrar do país para um lugar seguro. »

No domingo, os cristãos se reuniram em torno da Igreja de Santa Maria de Al-Tahira, a maior igreja do Iraque, durante a procissão do Domingo de Ramos. Um símbolo para esta cidade que uma vez caiu nas mãos do Estado Islâmico.

Multidões de fiéis se reuniram do lado de fora da igreja.

Enquanto alguns cristãos chegaram das regiões vizinhas, outros vieram da Europa, Estados Unidos e Austrália. Entre eles, Sabah Yacoub, que veio da Alemanha e testemunhou perante o Agência de Notícias Católica.

“(Qaraqosh) vive em nosso sangue porque é nossa rocha. E todo o Iraque vive em nosso sangue, porque é nossa pátria. Fomos forçados a sair de lá por causa do Estado Islâmico, que queria nos matar, nossas famílias, nossas filhas, então tivemos que migrar do país para um lugar seguro. Eu me estabeleci na Alemanha, continua Yacoub, mas quando adormecemos, vem à mente, então todos os anos venho ao Iraque para as férias, em particular, e considero uma peregrinação em meu país. dia em que possamos encontrar estabilidade em (Qaraqosh) e no nosso amado Iraque. »

Inácio Efrém José III Yonan, atual primaz da Igreja Católica Siríaca, Patriarca de Antioquia e de Todo o Oriente, esteve presente durante a procissão e presidiu a missa.

MC

Crédito da imagem: Shutterstock / Lena Ha / Qaraqosh, Iraque – 09/04/2017: Refugiados de guerra cristãos celebrando o Domingo de Ramos

© Info Chrétienne - Reprodução parcial autorizada seguida de um link "Leia mais" para esta página.

APOIE A INFORMAÇÃO CRISTÃ

Info Chrétienne por ser um serviço de imprensa online reconhecido pelo Ministério da Cultura, a sua doação é dedutível no imposto de renda em até 66%.