Investigação aberta no Peru após a suspeita morte do missionário britânico Paul Mc Auley

O missionário irlandês foi encontrado morto em 2 de abril.

MNa terça-feira, o corpo do missionário britânico Paul Mc Auley foi encontrado carbonizado nas instalações do internato indiano para jovens, do qual ele era o diretor. De acordo com uma declaração feita a Fides, “A Conferência Episcopal convida as autoridades a esclarecer os factos e a encontrar os responsáveis ​​por este acontecimento”.

Aos 72 anos, trabalhava no Peru desde o final dos anos 90. Atualmente morava no coração da Amazônia peruana para realizar projetos de desenvolvimento para as populações que vivem ao longo do rio Amazonas. Ele também organizou uma campanha de arrecadação de fundos em benefício dos jovens que foram estudar em Iquitos.

Ele era conhecido por suas ações em defesa da Amazônia e dos direitos dos povos indígenas. Sua denúncia de prospecção de petróleo e extração de madeira em territórios indígenas valeu-lhe uma ameaça de despejo, mas um tribunal peruano decidiu a seu favor. Ele foi então capaz de continuar suas atividades. Manuella Affejee maravilha-se nas colunas do Notícias do Vaticano :

“Padre McAuley pagou com a vida por seu firme e decidido compromisso com os grandes grupos econômicos atraídos pelas riquezas da Amazônia? Foi ele a enésima vítima de um crime infelizmente muito presente na região? "

A promotoria da província de Maynas abriu uma investigação.

MC

© Info Chrétienne - Reprodução parcial autorizada seguida de um link "Leia mais" para esta página.

APOIE A INFORMAÇÃO CRISTÃ

Info Chrétienne por ser um serviço de imprensa online reconhecido pelo Ministério da Cultura, a sua doação é dedutível no imposto de renda em até 66%.