Igrejas vandalizadas em Seine-Saint-Denis: o ministro do Interior, Gérald Darmanin, anuncia investigações

Na noite de domingo para segunda-feira, 10 de janeiro, duas igrejas em Seine-Saint-Denis foram afetadas por atos de vandalismo. "Atos inaceitáveis" segundo o ministro do Interior, Gerald Darmanin, que anunciou que as investigações foram abertas. 

Em uma mensagem postada no Twitter, quarta-feira, 12 de janeiro, o ministro do Interior, que também é responsável pelo culto, Gerald Darmanin, afirmou seu “apoio aos católicos de nosso país” depois que atos de vandalismo foram cometidos em duas igrejas no Sena -Saint-Denis.

Anunciou então que "foram abertas investigações" para identificar "os autores desses atos inaceitáveis".

Durante a noite de domingo para segunda-feira, 10 de janeiro, a igreja Saint-Germain-l'Auxerrois em Romainville e a igreja Saint-Pierre em Bondy foram alvo de roubo e danos.

Numa press Release, a diocese de Saint-Denis-en-France revela que em Romainville, é o padre da igreja que “imediatamente percebeu que um baú havia sido arrancado, que o tabernáculo foi fraturado, o sistema de som material, roubado, e o armários da sacristia, despojados de vários vasos sagrados”.

Em Bondy, foi um voluntário que veio abrir a igreja na manhã de 10 de janeiro que notou "que o tronco da igreja havia sido serrado com um moedor para roubar o dinheiro". Ele teria então alertado o padre Petitfils que "observou outras degradações", segundo oe comunicado de imprensa o que indica que um vitral e uma porta foram quebrados, enquanto o tabernáculo foi "profanado, fraturado e esvaziado de seu conteúdo". Um computador e “outro objeto litúrgico” também foram roubados.

A diocese anunciou que apresentou uma queixa por esses atos de vandalismo e organizou “missas de reparação” em cada uma das duas igrejas.

Camille Westphal Perrier

Crédito de imagem: Shutterstock.com / Frederic Legrand - COMEO

© Info Chrétienne - Reprodução parcial autorizada seguida de um link "Leia mais" para esta página.

APOIE A INFORMAÇÃO CRISTÃ

Info Chrétienne por ser um serviço de imprensa online reconhecido pelo Ministério da Cultura, a sua doação é dedutível no imposto de renda em até 66%.