Crime infantil: a Igreja espanhola anuncia uma auditoria externa

A Igreja espanhola, alvo de fortes críticas por sua recusa em iniciar uma investigação geral sobre pedocrime dentro dela, anunciou segunda-feira uma auditoria externa por um escritório de advocacia para coletar os testemunhos das vítimas.

Este escritório "abrirá um canal independente para receber eventuais denúncias, revisará os procedimentos legais destinados a sancionar práticas criminosas e oferecerá sua colaboração às autoridades para ajudar a esclarecer os fatos e estabelecer um sistema de prevenção que responda às demandas da sociedade sobre este assunto", disse a Conferência Episcopal Espanhola (CEE) em seu breve comunicado.

Esta auditoria é a primeira iniciativa nesta área da Igreja espanhola, sujeita a uma pressão muito forte das associações de vítimas que a acusam de opacidade.

Ao contrário de outros países como Estados Unidos, França, Alemanha, Irlanda e Austrália, as agressões sexuais cometidas contra menores por clérigos católicos não foram, até o momento, objeto de nenhuma grande investigação oficial na Espanha, seja pela Igreja ou pelo Estado.

Mas o Partido Socialista do primeiro-ministro Pedro Sánchez propôs recentemente a criação de uma comissão de especialistas no assunto, que deverá ser votada pela Câmara dos Deputados.

Também deve analisar um pedido de inquérito parlamentar sobre o mesmo assunto feito pelo pequeno partido de esquerda radical Podemos, parceiro dos socialistas na coalizão de governo, e dois partidos separatistas de esquerda.

A Igreja, que só reconheceu 220 casos de crimes infantis desde 2001 na Espanha, afirma ter implementado protocolos para lidar com a violência e treinamento para pessoas que trabalham com jovens. Também pagou indenizações a algumas vítimas, mas criticam a falta de transparência sobre os critérios utilizados.

Neste país de tradição católica muito forte, mais de um milhão e meio de crianças estudam em cerca de 2.500 escolas católicas, segundo dados de 2020 da CEE.

Equipe editorial (com AFP)

Crédito da imagem: Shutterstock / SandraMC

© Info Chrétienne - Reprodução parcial autorizada seguida de um link "Leia mais" para esta página.

APOIE A INFORMAÇÃO CRISTÃ

Info Chrétienne por ser um serviço de imprensa online reconhecido pelo Ministério da Cultura, a sua doação é dedutível no imposto de renda em até 66%.