Haiti: após o furacão Matthew, famílias aos poucos foram equipadas com kits para purificar a água

Em outubro passado, O furacão Matthew varreu o Haiti. No departamento de Grand'Anse, 80% das casas foram destruídas.

O Unicef estimou então que 10% dos 13 milhões de habitantes foram afetados. Metade eram crianças. Um mês após o desastre, 600 crianças ainda esperavam por ajuda. No cerne da implantação da ajuda internacional, a elaboração doInfo Chrétienne teve a oportunidade de entrevistar Claire Chappuis, que nos ajudou a entender os desafios da ajuda de emergência, mas também os da reconstrução e do apoio de longo prazo. Essa médica cristã, há 30 anos comprometida com o povo haitiano, nos explicou como seu trabalho dentro da organização Eben Ezer era para orientar os haitianos para a autonomia.

“Eben-Ezer é uma missão haitiana, o que significa que as decisões são tomadas no local em relação à realidade no terreno, os programas são adaptados às necessidades e à mentalidade das pessoas, buscamos promover a autossuficiência, nós não 'não temos uma estrutura administrativa muito pesada etc. ”

em a página do Facebook da associação Codenhou, foram dadas notícias do trabalho de Claire e Eben Ezer. Eles equipam famílias com kits de purificação de água. As mulheres são responsáveis ​​pela água no Haiti. Eles são equipados, treinados e incentivados a compartilhar esse bem essencial ao seu redor.

“Seu apoio deu frutos no Haiti. Vários membros da missão Eben-Ezer de Gonaïves partiram recentemente para o sul (área devastada pelo furacão) para a ação de purificação da água. Inclui: transporte, demonstração, ensino e distribuição de baldes especiais equipados para a filtração de água potável. As pessoas que se beneficiaram com essa ajuda se comprometeram a beneficiar sua vizinhança. Faz parte do 'acordo'. ”

codenhou2

O editorial

© Info Chrétienne - Reprodução parcial autorizada seguida de um link "Leia mais" para esta página.

APOIE A INFORMAÇÃO CRISTÃ

Info Chrétienne por ser um serviço de imprensa online reconhecido pelo Ministério da Cultura, a sua doação é dedutível no imposto de renda em até 66%.