Agricultores enviados a campos de trabalho para salvar milho destinado ao estado da Coreia do Norte

“Há poucos dias, cinco agricultores foram flagrados escondendo milho durante uma inspeção inesperada. Cada um deles foi condenado a cinco meses em um centro disciplinar de trabalho. "

Enquanto a Coreia do Norte enfrenta uma escassez de alimentos, cinco agricultores foram condenados a trabalhos disciplinares em campos de trabalho por tentarem esconder milho durante uma inspeção.

A informação foi revelada por Radio Free Asia. “Há poucos dias, cinco agricultores foram pegos escondendo milho durante uma inspeção inesperada”, disse a fonte, que a Radio Free Asia permanece anônima, “cada um deles foi condenado a cinco meses. Em um centro de trabalho disciplinar”.

A cada ano, o agricultor deve destinar 60% de sua colheita ao estado. Se os 40% restantes não permitirem que vivam normalmente, este ano a situação será ainda pior. Na verdade, os rendimentos são mais baixos este ano. A Agência de Alimentos das Nações Unidas (FAO) planejada uma escassez de 860 toneladas este ano, com efeitos visíveis a partir de agosto.

Outra fonte da Radio Free Asia está retransmitindo a preocupação dos agricultores sobre suas colheitas ruins.

“Desde o início de outubro, as fazendas de todo o país avaliam quanto os agricultores receberão. Eles esperam que sua distribuição seja menor do que o normal e se preocupam em como viverão no próximo ano com muito pouca comida. [..] Os elevadores de grãos e os armazéns externos já estão vazios ... então a situação é frustrante, está devorando por dentro. "

Em março passado, o Relator Especial das Nações Unidas para os Direitos Humanos na Coreia do Norte, Tomás Ojea Quintana, já relatou "Mortes de fome" na Coreia do Norte. Ele disse na época que "o aumento da insegurança alimentar foi causado pelas medidas de prevenção do COVID-19 e combinado com a falta de operações humanitárias, restrições ao comércio com a China, sanções e desastres naturais". E temia "uma grave crise alimentar".

MC

Crédito da imagem: Torsten Pursche / Shutterstock.com

© Info Chrétienne - Reprodução parcial autorizada seguida de um link "Leia mais" para esta página.

APOIE A INFORMAÇÃO CRISTÃ

Info Chrétienne por ser um serviço de imprensa online reconhecido pelo Ministério da Cultura, a sua doação é dedutível no imposto de renda em até 66%.