Moçambique: Extremistas Decapitam Cristão, Mandam Cabeça Para Mulher

Os rebeldes pediram à esposa do pastor decapitado que trouxesse a cabeça do marido às autoridades moçambicanas.

Em Moçambique, na província de Cabo Delgado, uma viúva recebeu a cabeça do marido, um pastor decapitado por extremistas, alegadamente ligado ao Estado Islâmico, no dia 15 de dezembro.

Ela explica que os rebeldes ordenaram que ela a mostrasse às autoridades, o que ela fez, entregando-se à polícia, segundo relatos. fontes militares. A esposa do pastor afirma que seu marido foi sequestrado enquanto estava na fazenda.

Uma decapitação confirmada por Voz da América (VOA), que deplora também o incêndio de várias cabanas e o saque de várias aldeias, Nova Zambézia, Nova Vida, Muagamula, Nkoe e Nguida.

“Esses insurgentes estão nessa mata aqui, nessa estrada em direção a Chai, Mucojo, nessa mata do meio aqui, eles estão bem ali”, explica um morador da Amcomia à Voz da América. De acordo com a VOA, esses grupos armados são conhecidos por serem militantes da Al Shabaab.

A violência agora está se espalhando para além da província de Cabo Delgado, como em a província de Niassa.. “Começaram a disparar para o alto e as pessoas fugiram”, explica um morador desta província, “saquearam a comida e o posto de saúde e tomaram remédios”.

No início de dezembro, a ONG Relógio direito humano revelou que mais de 600 mulheres e raparigas na província de Cabo Delgado, norte de Moçambique, foram raptadas e escravizadas nos últimos três anos.

MC

Crédito da imagem: EdwardsMediaOnline / Shutterstock.com

© Info Chrétienne - Reprodução parcial autorizada seguida de um link "Leia mais" para esta página.

APOIE A INFORMAÇÃO CRISTÃ

Info Chrétienne por ser um serviço de imprensa online reconhecido pelo Ministério da Cultura, a sua doação é dedutível no imposto de renda em até 66%.