Escrava desde os 1 anos, acaba de encontrar a mãe aos 24

Durante seus 23 anos de escravidão, Amiir sofreu as exigências de seus senhores, violência, abuso sexual e humilhação.

Amiir Akok Akok é uma garota de 24 anos do Sudão do Sul. Quando ela tinha apenas um ano de idade, ela foi sequestrada com sua mãe por militantes islâmicos e reduzida à escravidão.

Mas quando ela tinha apenas 8 anos, sua mãe foi vendida para outros proprietários de escravos. Esta última será libertada em 2005. Amiir permanecerá escrava e sofrerá as exigências de seus senhores, violência, abuso sexual e humilhação.

Mãe e filha permanecerão separadas até que Amiir complete 24 anos. É por causa Solidariedade Cristã no Mundo que mãe e filha puderam se reunir, finalmente libertas da escravidão. Esta organização cristã que milita pela liberdade religiosa e pela dignidade humana, pôde intervir a favor de Amiir no quadro de um negócio de recuperação de escravos.

Libertada sem saber o que estava acontecendo com ela em 20 de novembro, ela retornou ao Sudão do Sul, acompanhada de seu próprio filho, e pôde se reunir com sua mãe.

Markus Weber, da Christian Solidarity Worldwide, pôde conhecê-los e testemunhar sua história.

MC

Crédito de imagem: Shutterstock / Claudiovidri

© Info Chrétienne - Reprodução parcial autorizada seguida de um link "Leia mais" para esta página.

APOIE A INFORMAÇÃO CRISTÃ

Info Chrétienne por ser um serviço de imprensa online reconhecido pelo Ministério da Cultura, a sua doação é dedutível no imposto de renda em até 66%.