Em Burkina Faso, Djamila, de 14 anos, escapa do casamento infantil graças a uma organização cristã

“Eu sabia que meu pai levava a sério o casamento. Corri para o centro e escrevi uma carta ao diretor do projeto. Eu sabia que ela podia, e ela faria qualquer coisa para me salvar desse flagelo. »

A UNICEF estima que existam actualmente em África 130 milhões de meninas e mulheres que se casaram quando ainda eram crianças. A organização diz que se o progresso não acelerar, esse número será adicionado, na próxima década, por 45 milhões de meninas na África Subsaariana.

Uma das principais instituições de caridade para crianças cristãs, Compassion, está lutando contra casamento infantil, o que ela considera "uma injustiça e uma violação dos direitos humanos".

Entre as vítimas resgatadas pela Compassion está Djamila, que mora com seus pais em uma vila remota no leste de Burkina Faso. Christian Today conta sua história.

Embora o casamento seja legal a partir dos 17 anos neste país, Djamila tinha apenas 14 anos quando sua irmã descobriu que seu casamento estava planejado.

“Minha irmã secretamente ouviu meu pai discutindo a cerimônia de casamento e ela me informou naquela noite. Meu pai estava planejando meu casamento nos próximos dias. »

Djamila imediatamente pede ajuda à Compassion.

“Eu sabia que meu pai levava a sério o casamento. Corri para o centro e escrevi uma carta ao diretor do projeto. Eu sabia que ela podia, e ela faria qualquer coisa para me salvar desse flagelo. »

Martha, a diretora do centro, imediatamente alerta as autoridades locais e coloca Djamila em segurança com um pastor. Ela terá a confirmação da mãe do adolescente de que o casamento foi planejado nas próximas horas.

“Quando li a carta, não acreditei no que Djamila estava escrevendo. Ela estava com medo de ir para casa como uma menina indefesa. O pastor a levou para sua família para sua segurança. Liguei para a mãe dele para informações detalhadas e ela confirmou que o pai estava organizando o tradicional casamento de Djamila nas próximas horas. »

Os pais de Djamila foram acionados pela polícia e informados sobre o casamento infantil. Djamila, por sua vez, agradece aos membros do Compassion e pede a Deus que os abençoe.

“Sem o apoio do centro, eu teria me casado contra minha vontade ainda jovem. Agradeço aos trabalhadores do centro por me salvarem de me tornar uma mulher. Que deus os abençoe. »

MC

Crédito de imagem: Shutterstock.com / NoyanYalcin

© Info Chrétienne - Reprodução parcial autorizada seguida de um link "Leia mais" para esta página.

APOIE A INFORMAÇÃO CRISTÃ

Info Chrétienne por ser um serviço de imprensa online reconhecido pelo Ministério da Cultura, a sua doação é dedutível no imposto de renda em até 66%.