Em Washington, cristãos marcham pelos mártires

“Todos os mártires de nossa fé poderiam ter saído vivos se tivessem negado sua fé em Jesus, mas nenhum deles o fez, e é por isso que eles são exemplos para nós de como viver nossa fé, ser fiel ao Senhor em nosso dia a dia. »

No sábado, várias centenas marcharam nas ruas de Washington para defender a liberdade religiosa e ser a voz dos perseguidos no mundo.

Reunidos por iniciativa da organização Para os mártires, os manifestantes, que incluíam sobreviventes de perseguição, líderes de organizações de liberdade religiosa, pastores e outros defensores da liberdade religiosa, reuniram-se no National Mall e marcharam até ao Museu da Bíblia, onde decorreu uma noite de oração pelos perseguidos.

Vários palestrantes foram convidados pela organização. Entre eles, o Pastor André Brunson, anteriormente detido na Turquia por sua fé cristã, Enes Kanter Freedom, jogador profissional de basquete que denunciou a situação dos uigures na China, ou David Curry, presidente da Portas Abertas nos Estados Unidos.

Esshaki, um padre católico caldeu que reside em San Diego, Califórnia, lembrou em seu discurso que os cristãos perseguidos são exemplos para nós.

“Todos os mártires de nossa fé poderiam ter saído vivos se tivessem negado sua fé em Jesus, mas nenhum deles o fez, e é por isso que eles são exemplos para nós de como viver nossa fé, ser fiel ao Senhor em nosso dia a dia. Eles podem nos ensinar muito sobre tomar nossa cruz, seguir a Cristo e perseverar até o fim. »

“Somos chamados a entregar nossa vida a Jesus todos os dias e aceitá-lo em nossos corações e morrer para nós mesmos, para nos tornarmos sacrifícios pelo Senhor para que possamos ser fiéis enquanto vivemos nesta terra e estar prontos para entrar na vida eterna sempre que o Senhor nos chama”, continuou ele.

Ranna Salem, uma assíria caldeia que vive em Michigan, espera que a marcha chame a atenção para os cristãos perseguidos. “Poucas pessoas sabem o que está acontecendo conosco”, lamentou.

MC

© Info Chrétienne - Reprodução parcial autorizada seguida de um link "Leia mais" para esta página.

APOIE A INFORMAÇÃO CRISTÃ

Info Chrétienne por ser um serviço de imprensa online reconhecido pelo Ministério da Cultura, a sua doação é dedutível no imposto de renda em até 66%.