Em 2022, 274 milhões de pessoas em todo o mundo precisarão de assistência humanitária

De acordo com um relatório do Escritório das Nações Unidas para a Coordenação de Assuntos Humanitários, um total de 274 milhões de pessoas em todo o mundo precisarão de assistência humanitária de emergência até 2022. Um número aumentou 17% desde o ano passado, o que equivale ao "quarto país mais populoso da o mundo".  

Em 2021, cerca de 235 milhões de pessoas precisavam de assistência emergencial. Em 2022, 274 milhões de pessoas em todo o mundo precisarão de ajuda de acordo com um harmonia divulgado pelo Escritório Humanitário da ONU na quinta-feira, um aumento de 17% em relação ao ano passado.

Um número equivalente aos relatórios do "quarto país mais populoso do mundo" Martin Griffiths, Chefe de Assuntos Humanitários da ONU.

As causas deste aumento são, em particular, a crise climática, os conflitos e a pandemia, explica.

“A crise climática atinge primeiro e pior os mais vulneráveis ​​do mundo. Conflitos prolongados persistem e a instabilidade piorou em várias partes do mundo, incluindo Etiópia, Mianmar e Afeganistão e, claro, a pandemia de Covid, da qual fomos lembrados recentemente, não foi embora. "

O relatório também revela que mais de 1% da população mundial está deslocada e que 45 milhões de pessoas que vivem em 43 países estão ameaçadas pela fome.

Para ajudar os mais vulneráveis, ou seja, 183 milhões de pessoas em 63 países, a ONU estima que precisa de pelo menos 41 bilhões de euros.

Martin Griffiths afirma: “Ajudar é importante e pode fazer a diferença”. No entanto, ele reconhece, dando o exemplo do Afeganistão, que "a assistência não é um remédio, não é um meio de estabilizar as sociedades".

Assim, se a ajuda “não substitui a ajuda ao desenvolvimento, o financiamento da sociedade e da economia”, lembra que é “um extra, uma tábua de salvação”. "Percebemos que não receberemos US $ 41 bilhões, mas tentaremos o que pudermos", continuou ele.

Camille Westphal Perrier 

Crédito da imagem: akramalrasny / Shutterstock.com / Acampamento para deslocados internos no Iêmen

© Info Chrétienne - Reprodução parcial autorizada seguida de um link "Leia mais" para esta página.

APOIE A INFORMAÇÃO CRISTÃ

Info Chrétienne por ser um serviço de imprensa online reconhecido pelo Ministério da Cultura, a sua doação é dedutível no imposto de renda em até 66%.