Dossiê “Beleza” à luz da Bíblia: Comer bem, garantia de beleza?

À força de procurar "o" creme milagroso e o tratamento de beleza adequado, esquecemos um princípio muito simples: nutrir de forma equilibrada as células que nos compõem! Revisão rápida de alguns princípios. 

“Tudo o que vive te servirá de alimento: tudo isto dou-te da mesma forma que te dei a erva verde”. Este versículo de Gênesis 9, 3 me impressionou. Em outras palavras, Deus encoraja a família de Noé (e seus descendentes) a fazer uma dieta onívora. Pode parecer surpreendente que o Criador esteja interessado em nossa comida! Mas hoje, nutricionistas e pesquisadores afirmam: uma alimentação variada é garantia de boa saúde e um trunfo de beleza.

Cabelo saudável

Aliados do seu cabelo? Não apenas shampoos e outras máscaras nutritivas. Para nutrir seu cabelo de dentro para fora, você precisa do seguinte:

  • Proteínas : um dos constituintes essenciais do cabelo é a queratina, cuja síntese é favorecida pelo consumo de proteínas como a carne e o peixe.
  • Ferro : promove o crescimento do cabelo. Pode ser encontrado em carnes vermelhas, cacau, lentilhas, gemas de ovo, mexilhões, cereais integrais e muesli. Mas é o ferro da carne que é mais bem absorvido.
  • Zinco : a deficiência de zinco enfraquece o cabelo, pois é um oligoelemento essencial para a síntese de proteínas. Ele se esconde em ostras e frutos do mar, carnes e fígado, gérmen de trigo, queijos duros e nozes ou avelãs.
  • Vitaminas B : por fim, as vitaminas do grupo B fortalecem as raízes e também participam da produção da queratina. Alimentos e leveduras de cerveja contêm mais. Você pode misturar um pouco com seu molho de salada ou iogurte.

Pele brilhante 

Manter a elasticidade da pele começa protegendo-a dos radicais livres que se acumulam no corpo ou sob a influência de agressões externas (poluição, sol, tabaco, etc.). Os antioxidantes encontrados nas vitaminas podem proteger a pele do envelhecimento prematuro.

  • vitamina C : ao comer frutas cítricas, kiwis, manga ou morango, você se enche de vitamina C, que está envolvida na formação de colágeno (resistência e elasticidade da pele).
  • vitamina E : a vitamina E contida em sementes oleaginosas, germes de trigo ou em certos óleos garante a renovação celular.
  • selênio : aposte em cogumelos, grãos inteiros, frutos do mar, peixes, alho e chalotas para o fornecimento de selênio: ele também desempenha um papel fundamental na proteção da pele.
  •  Vitaminas A : Ao consumir também vegetais verdes e laranja, boas frutas de verão, como melão e damasco, bem como laticínios, sua pele ficará bem nutrida.

Um lindo bronzeado

Ótimo, é hora de tomar sol novamente. Se cremes UV, chapéus e óculos estão na ordem do dia, também podemos ajudar nossa pele a resistir melhor aos raios ultravioleta. Pois estes, ao mesmo tempo que ativam a produção de melanina, levam à multiplicação dos radicais livres. Um coquetel de vitaminas A, C e E e selênio ajuda a lutar contra seus danos.

No verão, a pele também tende a perder sua elasticidade e ficar desidratada. Daí a necessidade de beber bastante e adicionar substâncias gordurosas à dieta, em especial óleos vegetais e peixes ricos em ômega 3 (sem excesso, é claro).

Unhas fortes

Assim como o cabelo e a epiderme, as unhas são revestidas de queratina. Suas necessidades são, portanto, semelhantes!

Com uma alimentação balanceada e diversificada e, por que não, até orgânica para evitar o uso de agrotóxicos, não só sua saúde agradecerá, mas também sua beleza!

Roleta Sandrine

Descubra os outros artigos na seção "beleza":

Deus, um esteta? 

O que a Bíblia diz sobre a beleza feminina?

Sugestões para reflexões à luz da Bíblia

Testemunho de uma ex-modelo que se tornou pastor

Encontre mais artigos sobre www.spirituelles.info, a revista que reúne mulheres cristãs do mundo de língua francesa.

© Info Chrétienne - Reprodução parcial autorizada seguida de um link "Leia mais" para esta página.

APOIE A INFORMAÇÃO CRISTÃ

Info Chrétienne por ser um serviço de imprensa online reconhecido pelo Ministério da Cultura, a sua doação é dedutível no imposto de renda em até 66%.