Dois cristãos morrem em incêndio em igreja em Uganda

Acusados ​​de fazer muito barulho durante o culto, os cristãos já haviam recebido ameaças.

Em 5 de maio, por volta das 4 da manhã, a igreja Holy Healing Ministry em Jinja, sul de Uganda, foi incendiada por extremistas muçulmanos, de acordo com revelações feitas pelo pastor a Notícias da Estrela da Manhã.

Os cristãos reunidos para uma noite de oração nem todos conseguiram sair do prédio em chamas. Duas mortes são lamentadas.

“O fogo enfraqueceu a estrutura da igreja e a forçou a ruir. Consegui escapar com os poucos membros restantes, mas dois membros idosos ficaram presos lá dentro e o fogo os queimou além do reconhecimento. »

O pastor Kato diz que viu três galões de gasolina perto da porta da igreja.

“Eu acionei um alarme enquanto fugia. Eu vi três muçulmanos em longas roupas islâmicas decolando. Não consegui identificá-los. »

Ele esclareceu que “muçulmanos extremistas na região acusando os cristãos de serem muito barulhentos em seus cultos e reuniões de oração repetidamente lhes disseram para fechar o prédio da igreja”.

A polícia chegou rapidamente ao local, mas a estrutura de madeira já estava totalmente consumida pelas chamas.

MC

© Info Chrétienne - Reprodução parcial autorizada seguida de um link "Leia mais" para esta página.

APOIE A INFORMAÇÃO CRISTÃ

Info Chrétienne por ser um serviço de imprensa online reconhecido pelo Ministério da Cultura, a sua doação é dedutível no imposto de renda em até 66%.