Domingo do "Dia Negro" na Índia: 13 ataques contra cristãos

Treze comunidades cristãs foram atacadas no domingo: violência contra cristãos, ameaças, apresentação de queixas por conversão forçada e locais de culto vandalizados.

No domingo, 3 de outubro, os cristãos indianos sofreram um "dia negro": foram registrados 13 ataques contra suas comunidades. Um número recorde de violência revelado pela Comissão para a Liberdade Religiosa da Irmandade Evangélica da Índia aoAgenzia Fides.

Os cristãos foram atacados enquanto se reuniam para orar. Gritando com o deus hindu Ram, os agressores espancaram os adoradores, incluindo uma criança de 12 anos, e vandalizaram vários locais de culto. Queixas de conversão forçada também foram feitas contra vários pastores.

Em Roorkee, 500 extremistas invadiram uma sala onde 15 fiéis estavam reunidos. Um dos cristãos atacados está em estado crítico. Para AC Michael, coordenador nacional do Fórum Cristão Unido, “é o resultado de declarações irresponsáveis ​​de certas pessoas e grupos políticos e sociais que incitam o ódio religioso”.

“Essas pessoas estão espalhando propaganda falsa e infundada de que os cristãos estão realizando conversões religiosas por meios fraudulentos, alegações que foram repetidamente negadas pelos tribunais. Gostaria de salientar que, até o momento, nenhum tribunal jamais considerou um cristão culpado de converter alguém por meios fraudulentos. "

Segundo o padre jesuíta Cédric Prakash, que promove os direitos humanos e a liberdade religiosa, “a violência está aumentando” nas regiões do norte da Índia e “as vítimas ainda são minorias religiosas e comunidades marginalizadas, como fazendeiros e dalits”.

John Dayal, Jornalista católico e ex-presidente da União Católica de Todas as Índias, denuncia uma "situação preocupante", "alarmante".

“A situação é preocupante porque autoridades políticas de alto nível, como ministros federais e estaduais, membros do Partido Bharatiya Janata (BJP), incitam abertamente a violência e ensinam as pessoas a considerar os agricultores, adivasis (tribos), dalits e minorias religiosas como inimigos do estado. Esta é uma situação alarmante que ameaça o Estado de direito, a democracia, a liberdade de expressão e a liberdade de religião e crença. "

MC

© Info Chrétienne - Reprodução parcial autorizada seguida de um link "Leia mais" para esta página.

APOIE A INFORMAÇÃO CRISTÃ

Info Chrétienne por ser um serviço de imprensa online reconhecido pelo Ministério da Cultura, a sua doação é dedutível no imposto de renda em até 66%.