"God, Science, Evidence": um livro que pretende demonstrar a existência de Deus através de evidências científicas

No livro “Deus, ciência, evidência”, que chegará às livrarias em 13 de outubro, Michel-Yves Bolloré e Olivier Bonnassies se empenham em destacar a existência de Deus por meio da ciência. 

“Aqui estão as provas modernas da existência de Deus revelada”, proclama a contracapa deste popular livro de ciência publicado pela edições Guy Trédaniel. Se aparentemente a questão da existência de um Deus criador opõe ciência e fé, os dois autores pretendem, graças ao fruto do seu trabalho, demonstrar o contrário.

Incrédulo até os 20 anos, Olivier Bonnassies, um dos autores, descobre com espanto em sua juventude que existem razões muito racionais para acreditar na existência de Deus. Uma descoberta que o surpreendeu muito, pois até então representava os cristãos como pessoas irracionais. No decorrer de sua pesquisa, o homem, que finalmente fez um encontro com o Senhor, só pode aceitar que a racionalidade não está onde ele acreditava estar.

Mas foi em 2013 que tudo realmente começou, quando ele foi convidado pela professora de filosofia de sua filha para falar sobre os motivos que a levaram a acreditar em Deus. O politécnico prepara então uma apresentação filmada que publica no YouTube com o título " Demonstração da existência de Deus e razões para crer no Cristianismo »Onde faz muito sucesso e agora tem mais de 1,5 milhão de visualizações. Foi a seguir a este vídeo que o engenheiro Michel-Yves Bolloré o contactou para sugerir que trabalhassem juntos num livro.

Um projeto colossal que foi fruto de um longo trabalho de pesquisa de três anos e que reuniu muitos cientistas e especialistas.“Essa surpresa que tive aos 20 anos achei interessante compartilhá-la”, declara Olivier Bonnassies.

O livro é dividido em duas partes, a primeira examinando evidências relacionadas à ciência. “Os últimos cem anos nos ajudaram muito”, confessa o autor que nos lembra que se sempre houve razões para acreditar em Deus, seja na beleza do universo, na sua grandeza, na sua ordem ou mesmo na sua harmonia, “ciência para vários séculos de Copérnico a Freud pareciam demonstrar o contrário ”.

“Finalmente, quando chegamos ao século XX, um monte de descobertas (relatividade, termodinâmica, Big Bang, cosmologia, mecânica quântica, biologia, o ajuste fino do Universo ...) levantam a questão de Deus de uma forma forte,” ele continua. “Porque todas essas descobertas concluem com uma coisa: que o universo tem um começo, e se há um começo isso significa que também há uma causa. A tese mais lógica é, portanto, que uma mente inteligente opera por trás de tudo ”.

Além dessas provas científicas, o livro explora “provas não científicas”, como a existência de Jesus, profecias, milagres, a permanência do povo judeu ... Tudo isso, segundo os autores, está colapsando o quadro materialista , que a partir de então não é mais compatível com a realidade.

Tese também apoiada por Robert Wilson, Prêmio Nobel de Física em 1978, que assina o prefácio do livro. O cientista, que também não é crente, afirma que "embora não lhe pareça suficiente a tese segundo a qual um espírito superior estaria na origem da criação do universo, ele aceita a sua coerência".

De modo que a ambição deste livro de mais de 500 páginas, não é falar de fé, como nos lembra Olivier Bonnassies, que especifica que se trata antes de tudo de definir "a tese científica que melhor se adere à realidade", vai. Sem dúvida, revelar-se um excelente instrumento de evangelização!

Previsto nas livrarias para o dia 13 de outubro, será em todo o caso um convite à reflexão e ao debate.

Camille Westphal Perrier

© Info Chrétienne - Reprodução parcial autorizada seguida de um link "Leia mais" para esta página.

APOIE A INFORMAÇÃO CRISTÃ

Info Chrétienne por ser um serviço de imprensa online reconhecido pelo Ministério da Cultura, a sua doação é dedutível no imposto de renda em até 66%.